Vídeo: Guarda municipal de Teresina presencia "justiçamento" e nada faz; vítima é uma travesti

Descaso, homofobia e justiça com as próprias mãos é o que vemos no vídeo

Foto: Redes Sociais/ANTRATravesti espancada
Travesti espancada

Nesta terça-feira (20), as redes sociais de Teresina estão exibindo um vídeo de justiçamento em uma vítima ainda não identificada.

O pensarpiauí ainda não tem informações dos nomes das pessoas (agressores e agredida). O caso aconteceu no Parque Brasil, região da Grande Santa Maria, na Zona Norte de Teresina. Pelas falas do vídeo pode se observar que trata-se do furto de um botijão de gás, um relógio e um colar. O que poderia ter sido resolvido formalmente em uma delegacia. 

O vídeo divulgado pela Antra (Associação Nacional de Travestis e Transexuais) mostra a travesti dentro do porta-malas de um carro sendo agredida com um pedaço de madeira.

No trajeto, a vítima caiu e tudo foi testemunhado por agentes da Guarda Municipal de Teresina, que não fizeram aparentemente NADA para conter o linchamento.

As agressões físicas e verbais seguem no de decorrer do vídeo, ameaças, e tapas com um pedaço de madeira. O vídeo encerra e ainda não temos informações de como finalizou o caso. Mas, o que podemos ver, é uma travesti sendo espancada, sofrendo homofobia e sem direito de defesa com os pés amarrados, e a polícia que podia agir para acalmar os ânimos e resolver o imbróglio, ficou de camarote vendo tamanha atrocidade.

O espaço está aberto para mais informações e esclarecimentos.

Veja o vídeo: