A história do youtuber pistoleiro que perdeu a pistola, a macheza e vai ser expulso da PM

Tudo começou com o MBL que era aquele grupo de garotos que odiavam a política mas que acabaram apoiando o Eduardo Cunha, Michel Temer, e Bolsonaro

Foto: News RondoniaO valentão, agora, chora
Antes se exibindo com armas 

Por Malu Aires, no facebook

Deixa ele chorar. Vocês verão, como ele mereceria é cadeia.

Tudo começou com o MBL. Pra quem se lembra, MBL era aquele grupo de garotos que odiavam a política, odiavam o PT, odiavam feministas, odiavam cotas, odiavam corruptos, odiavam mamatas, odiavam tudo, mas que acabaram apoiando o Cunha, o Temer, o Bolsonaro, se elegendo e, vejam só... foram parar com a boca na teta da vaca.

Para que fossem eleitos vários parasitas da internet, o MBL criou células terroristas em todo o país. Juntou uns playboys sarados com anabolizantes, em várias cidades e capitais, que saiam ameaçando, agredindo e xingando qualquer um que encontrassem vestidos com uma camisa vermelha.

A "tática MBL" sempre está por trás de manchetes como:
"Porta-voz do MBL-BH foi detido suspeito de chutar cozinheira e chamá-la de 'crioula'"
"Seguranças do MBL agridem manifestantes"
"Manifestante do MBL é preso por atirar durante Marcha das Mulheres Negras"
"Grupo fascista MBL e outros agridem estudantes em escolas do PR"
"MBL invade escolas ocupadas promovendo assédio"
"Dono de página de fake news sobre Marielle é sócio de dirigente do MBL"
"Facebook derruba rede de fake news usada pelo MBL"

Foto: DCMMBL, origem de tudo
MBL, origem de tudo

E, assim, parte do lixo da internet foi eleito, vestiu paletó e foi mamar das tetinhas do governo. Outra parte continuou nas ruas, causando tumulto, confusão e encrenca. Foi o caso do ex-PM que perdeu a pistolinha esta semana.
Com um canal no youtube de extrema-violência, o lixo fardado exibia armas e ameaças. Muito macho com metralhadoras na mão... um grande exemplo pra juventude que passou a invadir escolas e provocar chacinas.

Um dia, numa ação criminosa da polícia do Rio, uma bala disparada por fuzis da PM, ceifou a vida da pequena Ágatha, de 8 anos.

O ex PM encheu um carro de vagabundos, levou câmeras e foi ao enterro, ofender os familiares e agredir quem se solidarizava com a dor na família, no local.

Estava ele lá, com dinheiro de gabinete de alguém, vilipendiando da dor de uma família preta e pobre. Ele um PM preto, maltratando pretos.

Coisa dessa, não dá em nada. Não dá nem cadeia, nem processo, nem tapa na cara. Ainda mais num bandido armado, cheio de capangas no carro, dentro de um cemitério, quem bateria?

Mas então, o valentão foi mexer com alguém maior que ele. Foi mexer com um coronel.

O coronel Ibis Silva Pereira, foi comandante-geral da Polícia Militar do RJ, em 2014 e é do PSOL. Hoje ele é um coronel reformado.

O coronel Ibis tem outra visão do papel da polícia - critica tiros e abusos de policiais na periferia, defende o controle da violência dos policiais, defende controle de tráfico de armas... tudo o que um PM violento não quer.

O ex PM pistolinha se passou por estudante da PUC e entrou na Alerj para pegar o coronel Ibis de surpresa. O chamou pra fora do gabinete que ele estava e, quando o coronel saiu, o ex PM ligou o celular e começou a gravar seus ataques ao coronel. Acusou o coronel de fazer parte do Comando Vermelho. O coronel pediu que ele não gravasse, que ele não usasse sua imagem indevidamente, que não o caluniasse que sua patente era maior que a do pivete e que o caso poderia parar em processo. O valentão não se inibiu e insistiu na "tática MBL" de calúnias, fake news e difamação.

Pois bem. O coronel avisou, abriu processo e agora o valentão está sem porte de arma, chorando no youtube, dizendo que tá correndo risco de morte. A morte da sua valentia foi decretada. Não pode mais andar fardado, se apresentando como PM, mostrando arma na internet e pras pessoas comuns e, principalmente, a população do Rio estará mais segura com um psicopata armado a menos nas ruas.

Parabéns, coronel Ibis! Que o moleque abusado sem arminha pegue uma cana braba por crime comum.

Claro, *se Bolsonaro não der medalha pro miliciano-mirim, por assédio, intimidação, ameaça, vilipêndio, porte ilegal de armas, incitação à violência, calúnia e difamação. Isso é a cara do Jair e seus filhos... juntar o lixo que a PM já expeliu dos quartéis e botar pra morar com ele no Vivendas.

Foto: Blasting NewsO valentão agora chora
O valentão agora chora

OBS: Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do pensarpiaui.