Mulher

“Vadia”, “boca fedendo” : narradora Renata Silveira é ofendida na web

A perseguição contra a narradora não é nova


Foto: Divulgaçãonarradora Renata Silveira
narradora Renata Silveira

 

DCM - A narradora Renata Silveira foi vítima, mais uma vez, de ataques misóginos em seu Instagram. “Vadia”, “boca fedendo” e “projeto de lixo” foram algumas das ofensas enviadas em mensagem direta para a locutora dos canais Sportv e Premiere, filiados à Globo, no último sábado (3).

No print postado pela Renata, o usuário Pedro Jose (@sanzio_6) começa reclamando da inclusão da emissora carioca, e diz que por méritos, a narradora nunca chegaria onde chegou. As ofensas continuam com insultos sobre a aparência, e a suposta incapacidade de comunicação da também apresentadora de programas esportivos.

“Sábado e esse ódio no coração”, escreveu Renata no Twitter, pedindo para que seus seguidores o ajudassem a denunciar para o Instagram. O agressor, no entanto, continua com sua conta ativa, mas não tem nenhuma publicação e poucos seguidores, permitindo que outros usuários entendam que se trata de uma “conta fake”, criada apenas para propagar o ódio e dificultar sua identidade.

A perseguição contra a narradora não é nova. Neste sábado (3), torcedores de Cruzeiro e Atlético iniciaram uma onda de críticas contra a locutora ao saberem que seria ela transmitiria o clássico mineiro válido pelo Campeonato Brasileiro.

Após os ataques, outros jornalistas e influenciadores saíram em defesa da narradora, levando o nome de Renata aos assuntos mais comentados no Twitter. Usuários também resgataram um trecho da live de Casimiro, onde o influencer carioca defende a presença de mulheres nas transmissões esportivas: “é porque tu não gosta de ouvir voz de mulher, só pode ser isso”.

Deixe sua opinião: