Segurança Pública

PF deflagra operação "Falso Egídio" para combater fraudes na CAIXA no Piauí

Pelo menos 27 mandados foram cumpridos no Piauí, Rio de Janeiro, São Paulo, Amazonas e Mato Grosso do Sul.


Reprodução PF deflagra operação "Falso Egídio" para combater fraudes na CAIXA no Piauí
Caixa Econômica Federal

Nesta quarta-feira (10), a Polícia Federal, em conjunto com a Caixa Econômica Federal deflagraram a Operação Falso Egídio, com o intuito de desarticular uma organização criminosa especializada em fraudes a programas de transferência de renda. A operação ocorreu no Piauí, Rio de Janeiro, São Paulo, Amazonas e Mato Grosso do Sul.

Pelo menos 80 policiais federais cumpriram 11 mandados de prisão temporária, além de 16 mandados de busca e apreensão, todos expedidos pela 2ª Vara Federal de Niterói (RJ).

A ação parte de uma investigação conjunta iniciada em abril de 2023, através da delegacia de Polícia Federal em Niterói, da REAPDRJ (CAIXA) e da Centralizadora Nacional de Segurança e Prevenção a Fraude da CAIXA.

As apurações puderam identificar a organização criminosa especializada em fraudes a programas de transferência de renda. De acordo com as investigações, os prejuízos são estimados na faixa dos R$ 10 milhões. Um servidor e duas funcionárias terceirizadas da Caixa foram cooptados pela quadrilha em troca de propina para libera o acesso do grupo criminoso ao aplicativo CAIXA-TEM., aonde são geridos os valores de benefícios sociais.

Os criminosos se apropriavam das contas digitais de terceiros através do aplicativo e desviavam valores oriundos de programas de transferência de renda. Diversas contas foram abertas em nome de pessoas em situação de rua, em clara situação de vulnerabilidade social, para receber grandes quantias oriundas destas contas.

Deixe sua opinião: