Sacrilégio: senadores do Piauí votam a favor da reforma da Previdência

No Vaticano devem ter pedido perdão antecipado

Foto: Google ImagensSanta Dulce não gosta de quem não gosta de pobres
Santa Dulce não gosta de quem não gosta de pobres

O plenário do Senado aprovou o texto principal da reforma da Previdência em segundo turno de votação, por 60 votos a 19. Para aprová-la, eram necessários 49 votos dos 81 membros da Casa. Prioridade da agenda econômica do governo, o projeto é aprovado oito meses após o presidente Jair Bolsonaro (PSL) enviar a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) ao Congresso.

A bancada piauiense Ciro (Progressista), Marcelo Castro (MDB) e Elmano Ferrer (Podemos) votou sim, a favor da reforma da Previdência. 

O senador Ciro Nogueira (lider de bloco) proferiu as seguintes palavras: 

Sr. Presidente, Sras. e Srs. Senadores, quero dizer que hoje se vira uma página da história do País com a votação dessa reforma que não é a solução de todos os problemas do nosso País, mas é um passo para que a gente possa ter uma retomada do nosso crescimento econômico, para que a gente possa fazer uma verdadeira reforma administrativa no nosso País.

Eu vejo muitas pessoas falarem, até com certa falta de convicção, contra essa reforma. Eu acho que ninguém em sã consciência neste País pode dizer que a reforma da previdência não é necessária para o Brasil. Eu acho que talvez a retórica da oposição seja dizer que ela está sendo injusta, mas mais injusto, meus caros Senadores, é as pessoas estarem nas filas dos hospitais, das escolas, principalmente as das camadas mais pobres do nosso País, que precisam realmente da assistência do Poder Público. E é isto que essa reforma vem fazer: combater os privilégios.

Eu gostaria aqui de parabenizar por sua atuação o Presidente Davi, que soube, com toda isenção que é peculiar ao cargo de Presidente desta Casa, priorizar esta reforma e a sua votação, foi fundamental a sua atuação, presidindo esta Casa; e o nosso Senador Tasso Jereissati, que, de forma magistral, correta, soube conduzir essa reforma, que é a mais importante deste ano. Então, fica aqui de parabéns todo o Senado Federal pela condução.

Eu tenho certeza de que hoje nós iremos não ter a reforma perfeita, mas aquilo que foi possível ser aprovado para o bem do Brasil.

Então, o Progressista vota "sim", Sr. Presidente.

Para os senadores piauienses o relatório da CPI do Senado sobre a Previdencia Social que apontou ser desnecessária uma Reforma, não significa nada.

Para os senadores piauienses posição de órgãos como a Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal,  contrária a reforma, não tem razão de ser. 

Para os senadores piauienses a denuncia da Revista Carta Capital que apontou numeros falsos usados pelo governo federal para justificar a reforma, não deve ser levado em conta. 

Para os senadores piauienses aprovar esta reforma que copia o modelo previdenciario chileno não trará para o Brasil o que hoje acontece nas ruas do Chile. 

Estes senadores já votaram pela Reforma Trabalhista. Alegavam que ela iria trazer mais empregos. O que se vê é cada vez mais o brasileiro desempregado. 

Agora, para justificar o voto, o senador Ciro Nogueira vem falar em retomada do crescimento.......

Esta mesma alegação ele fará quando, por exemplo, estiver votando a Reforma Tributária. O governo fará uma proposta onde o rico fique mais rico e pobre pague mais imposto e lá virá o senador piauiense falando em crescimento....

E atrás dele mais dois outros cordeiros senadores votando contra os mais pobres deste país. 

E ainda vão a Roma, rezar por Santa Dulce dos Pobres.