Pai mata filha de 13 anos e polícia apura se a menina estava grávida

A polícia suspeita que Geovana teria sido vítima de abuso sexual e que estaria grávida do pai

Foto: ReproduçãoGeovana Costa
Geovana Costa


O Tempo- O pai da adolescente Geovana da Costa Martins dos Santos, de 13 anos, que estava desaparecida desde o dia 20 de maio, foi preso na última sexta-feira (10), por confessar que matou a própria filha, em Jacareí, em São Paulo.

Segundo a Delegacia de Investigações Gerais (DIG), o corpo da menina foi encontrado enterrado na própria casa. O delegado que investiga o caso, Luís Antônio Santos, afirmou que, após investigações sem rastros, a polícia iniciou as buscas pelo corpo da menina no interior da casa.

Na residência foram encontradas várias bicicletas empilhadas e terra remexida, onde foi encontrado o corpo da menina.

A causa do óbito de Geovana foi comprovada em laudo da Polícia Científica a que a reportagem da Record TV teve acesso. Ela foi estrangulada pelo próprio pai, Sidney Martins, que alega ter cometido o crime sob o efeito de cocaína, durante uma discussão com a garota.

A polícia suspeita que Geovana teria sido vítima de abuso sexual e que estaria grávida do pai. O irmão, de 20 anos, também é suspeito de ajudar a enterrar o corpo.

Falso desaparecimento

Geovana desapareceu há quase um mês. O próprio pai da menina fez um boletim de ocorrência de desaparecimento. Após semanas de buscas, a polícia encontrou indícios de que a adolescente não havia saído de casa.

Os policiais então fizeram buscas no interior da residência, momento em que o pai tentou fugir e acabou detido pelos investigadores. Dentro da casa, agentes teriam estranhado a presença de entulho no quarto do irmão da vítima e o corpo foi achado enterrado.