Homem simula próprio sequestro para extorquir dinheiro da família

Com a ajuda de um cúmplice, o suspeito pediu o depósito de R$ 1 mil. Ele chegou a enviar vídeos em que aparecia amarrado, vendado e ameaçado com faca

Foto: DRS-DFPolícia Civil trabalha com algumas linhas de investigação, a principal delas envolve subtração de incapaz
Polícia Civil trabalha com algumas linhas de investigação, a principal delas envolve subtração de incapaz

A Divisão de Repressão a Sequestros (DRS) da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) descobriu um plano arquitetado por um rapaz de 22 anos para extorquir a família ao forjar o próprio sequestro. Dependente químico, o autor do crime pretendia usar o dinheiro do “resgate”, cerca de R$ 1 mil, para financiar a compra de drogas.

Sem saber que se tratava de um golpe, o irmão da suposta vítima foi até a unidade de polícia especializada no último sábado (10/10) para relatar que seu irmão havia sido sequestrado por traficantes que exigiam o pagamento de uma dívida de R$ 1 mil. O parente da suposta vítima narrou aos policiais que os “traficantes enviaram um vídeo no qual o irmão aparecia amarrado, amordaçado e sendo ameaçado com uma faca”.

As investigações tiveram início tendo como ponto de partida a conta bancária onde o dinheiro havia sido depositado. O titular da conta foi monitorado durante várias horas por equipes da DRS até o momento em que o alvo usou uma motocicleta para ir até um posto de gasolina entre a Vila Estrutural e a Cidade do Automóvel. No local, o homem se encontrou justamente com o rapaz que supostamente estaria sequestrado.

Todos foram abordados pelos policiais e confessaram se tratar de uma extorsão, e que o sequestro havia sido forjado para arrancar dinheiro da família do usuário.

Informações do Correio Braziliense