Estudante de Castelo do Piauí acumula medalhas em olimpíadas nacionais

Aluno do Centro Estadual de Tempo Integral (Ceti) Cônego Cardoso, em Castelo do Piauí, fala sobre prêmio e preparação.

Foto: Reprodução/CCOMFrancisco Rafael Gomes Lima e a diretora Socorro Soares
Francisco Rafael Gomes Lima e a diretora Socorro Soares

Francisco Rafael Gomes Lima, estudante do 3º ano do Ensino Médio do Centro Estadual de Tempo Integral (Ceti) Cônego Cardoso, localizado em Castelo do Piauí, a 192 Km de Teresina, conquistou em 2021 medalha de bronze na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) e em 2022 quatro medalhas em olimpíadas do conhecimento.

Para Rafael, a família é a base de tudo. Sua mãe, Márcia Gomes Silva, o entregou aos avós dele Francisco Vieira da Silva (mais conhecido como Chico do Cais) e Eva Paulino Gomes Silva para o criarem, por não poder o fazer sozinha. Mas isso não impediu que o adolescente tivesse como vocação os estudos.

“Depois que eu vi onde a educação poderia me levar, fui só buscando mais conquistas. Antes eu não gostava das disciplinas de Ciências da Natureza, tinha medo, só gostava de Biologia, mas aí comecei a gostar de Física e me apeguei, principalmente porque foi uma das matérias sensacionais que eles tiveram a ideia de colocar na Olimpíada Nacional de Ciências, que realmente é muito legal”, relata Francisco Rafael.

O ano de 2022 foi de muita dedicação nos estudos e conquistas para o estudante. Ele foi medalha de ouro na Olimpíada Nacional de Ciências (ONC), medalha de prata na OBQ-PI (Olimpíada Brasileira de Química – etapa estadual), medalha de bronze na OBMEP e a última conquista foi medalha de bronze no Torneio Nacional de Educação Financeira.

“Foi algo bastante legal, algo que eu vou guardar no coração. Quando eu recebi os resultados, eu fiquei muito feliz, chorei de emoção, foi mágico, inclusive fui convidado para Cerimônia de Premiação Nacional, entre os melhores do país”, completa o estudante, reforçando o agradecimento aos professores e à escola pelo apoio e incentivo.


O professor de química da instituição, Adelino Quaresma de Amorim Neto, acredita no bom desempenho dos alunos e, como forma de encorajamento, busca sempre estar disponível para tirar dúvidas.

“Eu vejo em cada um dos meus alunos tudo aquilo que eu sonhava para mim enquanto aluno. Eu hoje estou vendo essa realidade, colhendo o fruto que foi plantado lá atrás. E vejo que Rafael será o próximo médico do Piauí”, destaca o professor.

A diretora do Ceti Cônego Cardoso, Socorro Soares, afirma que o objetivo é permitir que os alunos sonhem e realizem seus sonhos. “Eu acho que isso faz toda a diferença. Quer seja no conhecimento, na participação desses torneios, na cultura, tem muito aluno que gosta da arte, tem outros que se dedicam ao esporte e aí a gente está sempre nesse percurso, incentivando. Nós temos o segundo melhor IDEB das escolas de nossa regional e o segredo é que fazemos tudo com amor, compromisso e com responsabilidade”, concluiu.


Com informações da CCOM 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS