31 de março de 1964 é para ser debatido; comemorado, não!

Essa é a análise do sociólogo e professor Antonio José Mederios

O presidente Jair Bolsonaro deu ordens para que se comemore o 31 de março de 1964 – data que marca a chegada dos militares à presidência da República e uma ditadura que se instalou naquela época e durou mais de 20 anos. A respeito deste assunto o pensarpiaui foi ouvir o professor e sociólogo Antônio José Medeiros (AJM), preso diversas vezes pelo regime militar e um estudioso da vida local e nacional. Antônio José abordou diversos aspectos da política brasileira de antes de 1964 e o que foi a ditadura militar. Ele também falou como a conjuntura internacional favoreceu a ditadura no Brasil e em outros países da América do Sul. Falou de corrupção no regime militar e destacou que as Forças Armadas tem um papel de destaque na vida do país. Confira a entrevista completa: 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS