Política

Fábio Novo aumenta vantagem sobre Bárbara, e diminui distância de Sílvio

A pesquisa foi realizada entre os dias 21 e 23 de setembro, com entrevistas pessoais com 900 questionários, e tem margem de erro de 3,4%


O Instituto Credibilidade divulgou nova pesquisa para prefeito de Teresina. Nela, o deputado estadual e pré-candidato, Fábio Novo (PT), aumentou a vantagem que tinha sobre a deputada Bárbara do Firmino, diminuiu a distância para o ex-prefeito Sílvio Mendes e foi o nome que mais cresceu entre os que estão postos para uma possível candidatura ao Palácio da Cidade. A pesquisa foi realizada entre os dias 21 e 23 de setembro, com entrevistas pessoais com 900 questionários, e tem margem de erro de 3,4%.

Na pesquisa Espontânea, Sílvio tem 25,44%, Fábio Novo 16,22%, Bárbara 8,44%, Jeová Alencar 1,67%, Marco Aurélio 1,11%, Dr, Pessoa 0,89%, Luciano Nunes 0,78%, Teresa Brito 0,44%, João Vicente Claudino 0,33%, Henrique Pires, 0,11%, mesmo percentual de Lourdes Melo. Não Sabe/Não Opina coma 44,44%.

Foto: DivulgaçãoPesquisa

Na pesquisa Estimulada, Sílvio Mendes tem 36,33%, Fábio Novo vai a 23,22%, Bárbara fica com 13,00%, Luciano Nunes 2,56%, Dr. Pessoa 2,11%, Jeová Alencar 2,00%, Marco Aurélio 1,67%, Teresa Brito 1,11%, João Vicente Claudino também 1,11%, Henrique Pires, 056%, Lourdes Melo 0,22% e Paulo Márcio, 0,11%. Não Sabe/Não Opina é de 15,11%. Branco/Nulo, 1%.

COMPARATIVO COM OUTRAS PESQUISAS

O Instituto Credibilidade também fez um comparativo de performances entre os pré-candidatos ao longo das pesquisas feitas no ano de 2023. No estudo, Fábio Novo foi o único candidato que se manteve em crescimento. Os demais, diminuíram seus percentuais obtidos até então.

Na Espontânea, Sílvio Mendes tinha 18% em maio, foi a 26,44% em junho, 26,11% em julho, manteve o mesmo número em agosto e agora tem 25,44%. Bárbara tinha 7,89% em maio, foi a 13% em junho, caiu para 10,89% em julho, caiu de novo para 8,11% em agosto e agora, em setembro, teve uma leve subida para 8,44%. Fábio Novo tinha 7,89% em maio, foi a 10,33% em junho, 11,33% em julho, 14,33% em agosto e agora chegou aos 16,22%. O atual prefeito Dr. Pessoa tinha  1,11% em maio, foi a 2,44% em junho, 3,00% em julho, caiu para 1,78% em agosto e agora tem apenas 0,89%.

Na pesquisa Estimulada, o comparativo é o seguinte: Sílvio Mendes tinha 31,11% em maio, foi a 36,11% em junho, 41,78% em julho, caiu para 39,56% em agosto e agora caiu novamente para 36,33%. Bárbara tinha 17,11% em maio, foi a 19,11% em junho, caiu para 18,67% em julho, caiu de novo para 14,78% em agosto e agora caiu novamente para 13%. Fábio Novo tinha 15,89% em maio, foi a 17,66% em junho, oscilou para 16,89% em julho, subiu para 20,55% em agosto e, agora, foi a 23,11%. O atual prefeito Dr. Pessoa tinha 1,78% em maio, foi a 3,00% em junho, a 3,67% em julho, caiu para 1,89% em agosto e agora foi a 2,11%. 

AVALIAÇÃO DAS GESTÕES

O Credibilidade avaliou as gestões federal, estadual e municipal. Dos entrevistados, 14,11% acham a gestão do presidente Lula ótima, 52,11% a consideram boa, 23,67% a acham regular, 7,33% ruim e 1,22% péssima. Não sabe/Não Opina somou 1,56%.

Em âmbito estadual, 9,89% dos entrevistados consideram a gestão de Rafael Fonteles ótima, 43,11% boa, 32,11% regular, 10,89% ruim e 0,67% péssima. Não Sabe/Não Opina soma 3,33%.

Já a gestão de Dr. Pessoa em Teresina é tida como boa para apenas 0,67% dos entrevistados. 2,33% a consideram boa, 10% regular, 42% ruim e 43,44% péssima. Não sabe/Não Opina é de 1,56%.

APROVAÇÃO DAS GESTÕES

Sobre a aprovação das gestões municipal, estadual e federal, 82% aprovam o mandato de Lula, enquanto 12,89% não aprovam. Não sabe/Não Opina é de 5,00%.

Já a gestão de Rafael Fonteles é aprovada por 76,77%, enquanto 15,11% não aprovam. Não Sabe/Não Opina é de 8,11%. 

Em Teresina, a gestão de Dr. Pessoa é aprovada por apenas 4,44%, enquanto 91% não a aprovam. Não Sabe/Não Opina é de 4,56%.

Veja comparativos de maio a setembro 

Deixe sua opinião: