Trabalho da Evangelina volta a ser destaque em rede nacional

Trabalho da Evangelina volta a ser destaque em rede nacional


O trabalho desenvolvido pela equipe do Centro Obstétrico (COS) da Maternidade dona Evangelina Rosa foi exibido no Fantástico, da Rede Globo, no último domingo (11). O motivo é uma técnica desenvolvida com grávidas usando a dança como forma de relaxamento e alívio das dores na hora do parto, além do encaixe do bebê.

Essa assistência no trabalho de parto é realizada através de equipe multiprofissional, onde participam médicos (as), fisioterapeutas, enfermeiros (as) obstetras, dentre outros e proporciona para as mulheres tecnologias não farmacológicas de alívio da dor através de massagens, posições terapêuticas, cavalinho bola suíça e outras técnicas. “Além dessas, utilizamos a música e da dança, visando principalmente oferecer um apoio a essa mulher, emocionalmente, com a participação do acompanhante e isso favorece muito no trabalho de parto”, explicou a fisioterapeuta da MDER Kallyny Matos. A equipe também composta por outros profissionais que participam dessa técnica de parto humanizado postou um vídeo na internet que já teve mais de dois milhões de visualizações.

Ainda segundo fisioterapeuta, os movimentos pélvicos que a mulher realiza durante a dança favorecem a descida do bebê e o aumento da dilatação. “Geralmente essa mulher tem um trabalho de parto menor sem contar com o apoio emocional”, completou

A prática já está sendo recomendada pelo Conselho Regional de Enfermagem e por médicos especialistas, segundo a reportagem, já que se trata de uma terapia não farmacológica para redução da dor. De acordo com os profissionais, o fato da paciente se movimentar com ajuda de dança pode sim diminuir a dor, além da ansiedade, natural do momento que antecede o parto.

A técnica começou a ser aplicada na Evangelina Rosa há cinco anos. Segundo relatou médica obstetra Goriete Girão, antes, quando não se tinha conhecimento dos métodos de dança e exercícios, nem a presença do acompanhante, a mulher enfrentava o trabalho de parto deitada, com muito mais dificuldades. Após o desenvolvimento desse trabalho, de exercícios com bolas, agachamento e dança, tudo favorece o trabalho de parto e o alívio da dor.

Durante o trabalho com a dança o ambiente é todo preparado ara o momento são usados, além do som, iluminação e a grávida escolhe a música que quer dançar, algo que a lembra um momento especial, inclusive durante a gestação, as mamães procuram até fazer um playlist pra ouvir no processo de trabalho de parto e nascimento utilizar. Além disso, a futura mamãe é incentivada a dançar com o parceiro/acompanhante. “ É muito bom esse trabalho, estou me sentindo mais tranqüila pra receber meu filho”, disse a paciente Eugênia Silva que escolheu o forró para dançar com o esposo.

A música também é utilizada como forma de relaxamento, principalmente quando o bebê está próximo de nascer ( início do período expulsivo ) .Importante ressaltar que essas técnicas auxiliam na produção de oxitocina , hormônio que favorece durante o parto. Conhecida e reconhecida como referência no Piauí e em outros estados, a Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER), ao longo de 41 anos, coleciona dezenas de títulos e tem o trabalho de excelência reconhecido no Brasil. Em agosto do ano passado, o Serviço de Atendimento às Mulheres Vítimas de Violência Sexual (Samvvis) foi citado em rede nacional, no Programa Profissão Repórter, também da Rede Globo.

O programa jornalístico divulgou uma série de reportagens sobre abortos legais e dificuldades encontradas por mulheres que se enquadram na lei. Abortos legais são realizados em casos de estupro, quando a mãe corre risco de vida na gestação ou quando está grávida de anencéfalo. A Evangelina Rosa é a Maternidade que mais faz abortos legais no estado, porque é a única que possui autorização do Ministério da Saúde para tal.

Para o diretor geral da Evangelina, médico Francisco Macêdo, a Maternidade voltar ao cenário nacional de forma positiva nada mais é do que o verdadeiro reconhecimento pelo trabalho realizado na Casa que possui uma equipe empenhada e com profissionais de alto nível.

Recomendações da OMS

Na última quinta-feira, a A Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgou novas recomendações para garantir que grávidas saudáveis tenham uma experiência positiva na hora do parto natural. O principal objetivo é “reduzir intervenções médicas desnecessárias”. Segundo a OMS, a checagem da dilatação deve acontecer a cada quatro horas na primeira fase do parto, isso para mulheres com gravidez de baixo risco. Em relação ao controle da dor, a OMS pede que a anestesia peridural ou o uso de opioides sejam aplicados quando mulheres saudáveis pedirem esse tipo de intervenção.

A agência recomenda ainda várias técnicas para o alívio da dor durante o trabalho de parto, como relaxamento muscular, música ambiente, técnicas de respiração, massagem e aplicação de bolsas de água quente. Mas isso tudo deve ser feito apenas a pedido da grávida. Além disso, se o trabalho de parto estiver ocorrendo sem problemas, a mulher deve ser estimulada a caminhar e até a receber líquidos e alimentos.