Suplicy pede prisão de Bolsonaro para juíza que manteve mãe faminta na cadeia

O vereador criticou a decisão da Juíza Luciana Menezes Scorza de manter em prisão a mãe de cinco filhos de 2 a 16 anos por ter roubado alimentos

Foto: Jornal de BrasíliaEduardo Suplicy
Eduardo Suplicy


 

O vereador de SP, Eduardo Suplicy, criticou neste domingo (10) a juíza Luciana Menezes Scorza. Ele desaprovou a decisão da magistrada em deixar presa a mãe de cinco filhos por ter roubado refrigerante, macarrão e suco em pó. O petista pediu a prisão de Bolsonaro.

“É da maior gravidade a decisão da Juíza Luciana Menezes Scorza de manter em prisão a mãe de cinco filhos de 2 a 16 anos por ter roubado uma coca cola, 2 pacotes de macarrão, e um pacote de suco em pó, em valor total de R$ 21,69 num supermercado da Vila Mariana, em 29 de setembro”, disse o parlamentar.

“Ao ser detida por policiais ela disse: ‘Roubei porque estava com fome’. O Supremo Tribunal Federal já reconheceu a ilegalidade de pessoas que furtam alimentos de valor irrisório para saciar a própria fome e também de mãe que precisa cuidar de filhos pequenos”, acrescentou.

“Deve a juíza mandar o Presidente Jair Bolsonaro regulamentar e por em prática a Lei que institui a Renda Básica de Cidadania suficiente para atender as necessidades vitais de cada pessoa no Brasil, conforme decisão do Supremo Tribunal Federal de 26 de abril último. Se ele não cumprir, aí sim pode mandar prendê-lo”, completou.