Greve chega ao fim: motoristas e patrões fazem acordo

Uma assembleia decidiu por unanimidade o fim do movimento

Foto: GoogleÔnibus
Ônibus

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários no Estado do Piauí (Sintetro) aprovou, em assembleia realizada na noite desta segunda-feira (11), por unanimidade, a proposta de reajuste salarial da categoria apresentada pelos empresários, através do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (SETUT). A prefeitura também participou e intermediou as negociações, que com isso põe à greve dos motoristas e cobradores de ônibus, que durou mais de 20 dias. 

O salário do motorista sai de R$ 1.941 para R$ 2 mil. Já o do cobrador será de R$ 1.231 e dos fiscais R$ 1.325. Já o plano de saúde ficou de R$ 60 e o vale refeição de R$ 170

Motoristas e cobradores voltam ao trabalho após a assinatura da convenção que ocorrerá amanhã (12) no Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

O presidente do Sintetro Francisco Cardoso pediu desculpas à população. “A culpa não é nossa. O salário ficou aquém, mas ano que vem a gente luta por mais conquistas, pedimos desculpas à população pelos transtornos causados” disse.  

ÚLTIMAS NOTÍCIAS