Falta dinheiro para tudo, menos para churrasco e cerveja "puro malte"

Exército vai gastar R$ 3,2 milhões em churrascos e jantares somente em Pernambuco

O pensarpiauí durante esta semana fará a retrospectiva de 2020. Vamos rever importantes entrevistas realizadas no ano. E as matérias de maior audiência.

Em 23 de outubro trouxemos a informação de que o Exército de Pernambuco deveria destinar R$ 3,2 milhões para custear churrascos e jantares.

Veja a matéria: 

Foto: VejaExército faminto
Exército faminto

 

Em meio às reclamações de falta de verbas para pagamento do 13º do Bolsa Família e compra de vacina contra o coronavírus, o governo Jair Bolsonaro deve destinar R$ 3,2 milhões para custear churrascos e jantares – com “cerveja puro malte” – em unidades do Exército em Pernambuco.

Segundo a coluna Radar, na revista Veja desta sexta-feira (23), o anúncio de contratação de empresa especializada na prestação de serviços de buffet foi feito pelo Colégio Militar do Recife.

As exigências prevêem cinco tipos de eventos que serão realizados nas unidades militares de Recife, Olinda e Garanhuns para até 10,7 mil pessoas.

Nas churrascadas, deverão ser servidos aos convidados maminha, fraldinha e picanha, assadas e servidas por churrasqueiros e garçons profissionais.

Já os coquetéis e jantares, com limite para 3 mil pessoas, devem oferecer salgados de camarão e bacalhau, além de cerveja “puro malte”.

No cardápio, o Exército determina a inclusão de atum canadense, filé mignon e arroz com champignon e linguiça seca.

Segundo a Veja, o Colégio Militar do Recife justifica que a contratação de empresa de buffet para tantas festas tem o objetivo de apoiar eventos como reuniões de pais e mestres, recepções de autoridades civis, desfiles.

Com informações Revista Fórum