Concurso do INSS pode acontecer ainda neste ano. Veja como se preparar

O certame será para o preenchimento de 1.000 vagas para técnico do seguro social de nível médio, com remuneração mensal de R$ 6.500

Foto: DivulgaçãoINSS
INSS

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já definiu a banca organizadora do seu concurso público, o Cebraspe (antigo Cespe/UnB). Com isso, é esperado a divulgação do edital que pode sair a qualquer momento.

Além disso, o INSS foi autorizado a reduzir o prazo entre o lançamento do edital e a aplicação da prova objetiva para dois meses. Assim, é possível que ainda neste ano ocorra o concurso público do órgão.

O certame será para o preenchimento de 1.000 vagas para técnico do seguro social de nível médio, com remuneração mensal de R$ 6.500. Esse quantitativo de vagas é inferior ao que o órgão solicitou ao Ministério da Economia. 

O concurso do INSS deveria ter 7.575 vagas, sendo 6.004 para técnico do seguro social e 1.571 para analista do seguro social. No último certame do órgão, que aconteceu em 2015, a prova objetiva foi composta por tais conhecimentos:

Ética no Serviço Público;

Regime Jurídico Único;

Noções de Direito Constitucional;

Noções de Direito Administrativo;

Língua Portuguesa;

Raciocínio Lógico;

Noções de Informática;

Seguridade Social.

Conheça a banca organizadora do concurso do INSS

Assim como na edição anterior, a banca organizadora do concurso do INSS será a Cebraspe. Essa possui um sistema de pontuação diferente, trabalhando com duas formatações, sendo a tradicional de múltipla escolha e a de certo/errado.

Nessa última, a banca faz uma afirmação ou negação no texto e o candidato tem que dizer se está “certo” ou “errado”. A grande dificuldade é que nesse formato uma questão errada anula uma questão certa.

Como se preparar para o concurso do INSS?

Há uma gama de cursinhos preparatórios famosos que oferecem aulas voltadas para o concurso público do INSS. Esses, após a pandemia, passaram a disponibilizar material no formato remoto.

Porém, aqueles que não possuem condições financeiras de comprar os cursos que chegam a R$ 1 mil, podem se preparar em casa. Para isso, é preciso ter muita disciplina e dedicação para não perder tempo.

Uma dica é usar as provas anteriores para se preparar para o certame. A partir disso, identificar os pontos fracos e fortes e estudar. Há muito material disponível gratuitamente na internet, basta fazer uma busca no google e no youtube.

Com informações do Frd

ÚLTIMAS NOTÍCIAS