Como será a Previdência num eventual governo Lula?

“A reforma destruiu a Previdência, nós vamos ter que reconstrui-la”, disse Clemente Ganz

Foto: DivulgaçãoPrevidência Social
Previdência Social

 

Clemente Ganz, ex-diretor do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) e um dos coordenadores do grupo sobre trabalho e Previdência da Fundação Perseu Abramo, afirmou que o PT realiza estudos para “reconstruir” em eventual novo mandato de Lula (PT) o sistema previdenciário público, destruído em parte pela reforma da Previdência, do governo Jair Bolsonaro (PL), e pela reforma trabalhista de Michel Temer (MDB).

“A reforma destruiu a Previdência, nós vamos ter que reconstrui-la”, disse em entrevista à coluna Painel, da Folha de S.Paulo.

A fundação Perseu Abramo é a entidade onde o PT realiza estudos e debates programáticos implementados pelo partido nos governos.

Segundo Ganz, “o que foi colocado como ambiente regulatório no mundo do trabalho inviabilizou o modelo contributivo no médio prazo” e o Estado terá que aumentar a cada ano o aporte do Tesouro para financiar o sistema”.

Embora não seja consenso no partido, a tendência é que em eventual vitória de Lula haja uma revisão de todo o sistema para, segundo Ganz, evitar que milhões de idosos tenham que mendigar nas ruas.

“O grande problema da Previdência não estava necessariamente na idade. É desproteger trabalhadores. Nós temos que reverter isso. Não é possível que daqui a dez anos encontremos 10 milhões de velhos mendigando nas ruas”.