Alunos fazem saudação nazista em sala de aula e são suspensos da escola; veja vídeo

Caso aconteceu em Criciúma, Santa Catarina, e envolveu ao menos seis estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental

Foto: Redes sociaisAlunos fazem saudação nazista em escola de Criciúma
Alunos fazem saudação nazista em escola de Criciúma

 

Uma escola particular de Criciúma, em Santa Catarina, suspendeu um grupo de alunos no 9º ano do Ensino Fundamental flagrados fazendo apologia ao nazismo. As imagens foram divulgadas em redes sociais na quarta-feira (25/8) e mostram os estudantes fazendo uma saudação nazista dentro da sala de aula.

Segundo o Colégio da Associação Beneficente da Indústria Carbonífera de Santa Catarina (Satc), o caso aconteceu há três meses. Pelo menos seis estudantes aparecem nas imagens. Eles estão dentro de uma sala de aula e fazem a saudação quando uma pessoa chega ao local.

Veja o vídeo: 


Em nota divulgada na quinta-feira (27/8), a direção do Satc disse repudiar o ato e não compactuar com a atitude dos alunos (leia a íntegra abaixo).


 

Segundo a instituição, os adolescentes confirmaram a participação no vídeo. O texto informa ainda que a instituição tomou medidas como “a suspensão de alunos, advertências e a realização de uma reflexão sobre o nazismo e o quanto esse regime foi pavoroso para a história humana”.

Apologia ao nazismo é crime com previsão de pena de até cinco anos para quem fabricar, comercializar, distribuir ou veicular símbolos nazistas.

Leia a nota na íntegra:

“A Direção da Satc vem publicamente registrar seu repúdio a qualquer ato de apologia ao nazismo. Esclarecemos, ainda, que a situação que envolveu um grupo de alunos de uma turma do nono ano, aconteceu em determinado momento em que os adolescentes fizeram referência a uma simbologia de saudação nazista. Apologia ao nazismo é crime! Repudiamos e não compactuamos de nenhuma forma com tais atitudes. Deste modo, as providências cabíveis foram tomadas, com a suspensão de alunos, advertências e a realização de uma reflexão sobre o nazismo e o quanto esse regime foi pavoroso para a história humana.