Economista e ex-deputado federal

Jesus Rodrigues

Economista e ex-deputado federal

Impeachment ainda não

Foto: Catraca LivreImpeachment

 


Mal começou o governo Bolsonaro e já veio praticamente junto o #forabolsonaro. Isso porque o próprio Presidente não economiza nas polêmicas e também não conseguiu entender ainda que foi eleito chefe apenas de um poder, o Executivo.

Na sequência, vem crescendo rapidamente a tese do impedimento, já acumulando mais de trinta pedidos, por conta da expansão dos pontos de atrito, não só pelo comportamento errático em relação à pandemia, mas também por conta do perigoso flerte pelo retorno ao autoritarismo, via intervenção militar.

Quero aqui manifestar publicamente minha opinião de que, até agora 07 de maio 2020, não vejo motivos relevantes para o impedimento do Presidente, parece até revanche.

Na verdade, podemos estar vivendo um momento de pressão política, via jogo de sena ou de intenções do Presidente para se equilibrar na cadeira. Jogo de sena para ganhar apoio no Congresso sem aderir ao “toma lá dá cá” “, ou jogo de intenções de governar com apoio da força das armas.

Impedimento ainda não, mas os outros poderes constituídos da República precisam tomar uma decisão rápida no sentido de aplicar a lei também ao Presidente, pois afinal ela é igual para todos. 

Cito dois exemplos. Primeiro, não é razoável que o Presidente insista em seguir por caminho oposto ao recomendado pelas autoridades de saúde e continue a dar um "rolê" pelos arredores de Brasília, ou realizando solenidades no Palácio do Planalto sem obediência às regras de não aglomeração. 

Segundo e pior ainda, o flerte com o autoritarismo precisa ser investigado com rapidez e todos os envolvidos na organização dos atos deverão ser enquadrados exemplarmente. Inclusive os filhos do Presidente, seus doze deputados bolsonaristas e também aqueles populares mais exaltados pela volta da ditadura.

Impedimento ainda não, vamos estar atentos ao desenrolar dos fatos.

OBS: Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do pensarpiaui.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS