Advogado

Luzinaldo Soares

Advogado

A burrice diplomática do governo Bolsonaro

Foto: MetrópolesUm idiota assistindo outro
Um idiota assistindo outro

O Brasil tem uma tradição na diplomacia de defesa da paz entre os povos, e na busca de meios diplomáticos e não violentos para a solução de conflitos entre nações. Isso vem desde Rio Branco, passando por Rui Barbosa e outros, e naturalizou-se com o uma postura nossa. Nos últimos anos, o Brasil ganhou ainda protagonismo como um país que poderia atuar como mediador em conflitos, além de enviar força de País para o Haití, obra do Presidente Luis Inácio Lula da Silva.

O Brasil sempre foi respeitado lá fora por isso, por sua capacidade de manter uma boa relação com todos os países, e de forma pacífica. Mas o que acontece agora? Entra um Presidente sem noção do cargo e joga o País em um contexto de guerra que envolve os Estados Unidos e o Irã, alegando que os Estados Unidos são nossos amigos incondicionais. Mas como, se os EUA recentemente negaram a entrada do Brasil na OCDE? Que amigo é esse? 

Já vi gente defendendo a postura do governo. "Ora, mas entre um estado democrático e um país cheio de terroristas o Brasil tem que se aliar com o primeiro". Não precisa se aliar a ninguém. O Brasil perde com esse alinhamento automático com os EUA, passando a impressão de que não tem mais soberania e é um "lambe-botas" dos americanos. Além disso, corre o risco de sofrer represálias comerciais do Irã, com quem mantém intensas relações de mercado. E sem falar no risco de sofrer algum tipo de retaliação armada, o que coloca essa situação com única em nossa história. É isso mesmo: corremos riscos de atentados e fomos colocados nisso gratuitamente, sem qualquer necessidade. Sem falar na possibilidade de envio de nossa juventude para um guerra que não é nossa, que já foi ventilada em algumas matérias pela imprensa.

Eu só posso definir com uma palavra as pessoas que defendem essa sandice: suicídio. Um grande tiro-no-pé! Não esqueçamos da experiência nazista. O povo apoiou o louco varrido do Hitler numa guerra e deu no que deu. Tanto é que o governo voltou atrás e disse que foi "mal interpretado" de novo, ou seja, que não foi bem aquilo que divulgaram. Ou seja, além de incompetente diplomaticamente, é um governo covarde, incapaz de manter sua própria palavra. 
Dias muitos ruins se anunciam pela frente em 2020!

OBS: Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do pensarpiaui.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS