Outros Temas

Teresina registra redução de 29% no número de mortes no trânsito no 1º semestre

Os números são do II Boletim Provisório Temático de Trânsito em Teresina com os indicadores entre os meses de janeiro a julho de 2023


Foto: ReproduçãoTeresina registra redução de 29% no número de mortes no trânsito no 1º semestre
Teresina registra redução de 29% no número de mortes no trânsito no 1º semestre

A Secretaria de Segurança Pública do Piauí, através da Gerência de Análise Criminal e Estatística (GACE), divulgou nesta terça-feira (19), o II Boletim Provisório Temático de Trânsito em Teresina com os indicadores entre os meses de janeiro a julho de 2023. 

De acordo com os boletins de ocorrências, no ano de 2022 foram registrados 85 vítimas fatais no trânsito, contra 60 vítimas fatais entre janeiro e julho deste ano. Ou seja, o número de mortes no trânsito na capital teve uma redução de 29,41% neste primeiro semestre, em relação ao mesmo período do ano anterior. 

O número de pessoas lesionadas pelas ruas e avenidas de Teresina também teve uma queda nos primeiros seis meses deste ano. Entre os acidentes, 1.660 pessoas ficaram feridas em decorrência do trânsito, contra 1.786 feridos no mesmo período do ano passado, uma redução de 7,05% no número de lesões corporais. 

Para a Gerência de Análise Criminal e Estatística essa redução se consolida a partir das ações adotadas pela Secretaria de Segurança em ações voltadas para educação, prevenção e fiscalização. “Esses três indicadores nos mostram que as ações da Secretaria têm evitado mais mortes e lesões no trânsito na capital. Mais vidas estão sendo preservadas, principalmente quando retiramos da direção pessoas conduzindo veículos sob efeito de álcool ou drogas”, explicou o gerente da GACE, delegado João Marcelo Brasileiro.

Ainda segundo o delegado, 229 pessoas foram conduzidas por dirigir veículo automotor sob efeito de álcool ou drogas, um aumento de 222,54% no número de condução em relação ao ano passado, quando 71 motoristas foram conduzidos pelo ato infracional.

Com informações da Polícia Civil

Deixe sua opinião: