Cidade

Governo Lula comprará casas para desabrigados no Rio Grande do Sul

A medida foi anunciada pelo ministro da Casa Civil, Rui Pimenta.


Foto: Ricardo StuckertPorto Alegre, capital do Rio Grande Sul, inundada após dias de tempestades devastadoras
Porto Alegre, capital do Rio Grande Sul, inundada após dias de tempestades devastadoras

Pessoas desabrigadas pelas fortes chuvas no Rio Grande do Sul terão imóveis novamente. Isto posto porque o governo Lula comprará casas para que as pessoas tenham um teto sob suas cabeças. O anúncio foi feito pelo ministro da Casa Civil da Presidência da República, Rui Costa.

Pelo menos 2 mil casas serão disponibilizadas às famílias gaúchas que estão sem moradia, de acordo com Costa. Não há um prazo para entrega dessas moradias.

O ministro explicou que os domicílios poderão ser indicados pela população já nos próximos dias, conhecido como compra assistida de imóveis usados. Técnicos da Caixa Econômica Federal serão responsáveis por avaliar os locais e destiná-los às pessoas.

Haverá também a modalidade de compra de casas e apartamentos novos ou ainda em construção nas cidades atingidas, com valor limitado ao teto da Faixa 1 (renda mensal brita até R$ 2.640) e Faixa 2 (renda mensal de R$ 2.640,01 a R$ 4.400/mês) do programa Minha Casa, Minha Vida.

“O governo comprará todos os imóveis nesse perfil que as empresas ofertarem nessas cidades, dentro do limite solicitado de casas perdidas”, disse Rui Costa. Ainda de acordo com o ministro, empresas, construtoras e imobiliárias que quiserem vender imóveis novos ou que ficarão prontos em até 60 dias podem registrar as unidades no site da Caixa.

Proprietários de imóveis também poderão vender os locais para o governo federal, através de portaria que será publicada pelo Ministério das Cidades.

Deixe sua opinião: