Segurança Pública

Corpo da mãe de ex-prefeito do PT é retirado do túmulo e deixado nu em cemitério no MS

Segundo a polícia, o corpo de dona Zilá, foi encontrado fora do túmulo, em meio ao cemitério, sem nenhuma roupa


Foto: Prefeitura de Mundo NovoCemitério de Mundo Novo (MS),
Cemitério de Mundo Novo (MS),

 

Fórum - A política de ódio propagada pela extrema-direita gerou mais um episódio grotesco no último fim de semana em Mundo Novo, interior do Mato Grosso do Sul, distante 463 quilômetros da capital, Campo Grande.

Na madrugada de sábado (8), funcionários do cemitério municipal chamaram a polícia após encontrarem o túmulo onde havia sido sepultado havia nove dias o corpo da mãe do ex-prefeito, Humberto Amaducci, que chegou a ser candidato a deputado estadual pelo PT em 2022.

Segundo a polícia, o corpo de dona Zilá, que morreu no dia 2 de julho, foi encontrado fora do túmulo, em meio ao cemitério, sem nenhuma roupa. 

O delegado que acompanha o caso, Alex Júnior, explicou que o suspeito quebrou parte do concreto do túmulo, arrastou o caixão por cerca de cinco metros e retirou partes do corpo.

O delegado afirmou que um boné, que seria do suspeito de cometer o crime, foi encontrado perto do túmulo. O caso está sendo investigado como vilipêndio a cadáver, desrespeito ao cadáver, com pena de 1 a 3 anos de detenção e multa.

Amaducci ainda não se pronunciou sobre o caso. 

Deixe sua opinião: