Três pessoas morrem após explosão em churrasqueira em Curitiba

Uma das vítimas foi tentar acender a churrasqueira com gasolina e acabou causando uma explosão

Foto: DivulgaçãoVítimas
Vítimas

Era para ser um momento de confraternização, mas acabou em três mortes. O caso aconteceu em Curitiba, no Paraná, no último sábado, onde por conta de uma explosão ao acender um churrasqueira, três jovens perderam a vida. A última morte foi registrada na manhã desta segunda-feira (04). Antes dela morreram dois rapazes: Wemerson Souza, de 26 anos, Gustavo Lucas Castro, de 27. Hoje morreu Larrisa Petez, de 20

Agora, há mais uma pessoa correndo risco de vida: um homem, de 28 anos, que está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital de Curitiba. No domingo, uma pessoa que também estava envolvida no acidente recebeu alta.

O acidente com a churrasqueira

O acidente aconteceu na sacada de um sobrado em Curitiba. A explosão foi tão forte que, de acordo com o hospital que recebeu as vítimas, algumas chegaram com 90% do corpo queimado.

Segundo o Resgate Voluntário Parceiros da Vida, que prestou atendimento às vítimas, após ouvir algumas testemunhas, foi possível constatar que a explosão aconteceu porque alguma das vítimas estava tentando acender a churrasqueira com um galão de gasolina.

Cuidados ao acender esses itens

Após o acidente, a tenente do Corpo de Bombeiros Ana Paula Bagge, contou que, por medidas de segurança, o ideal é que pessoas não utilizem itens como gasolina, mas sim materiais específicos disponíveis no mercado, feitos especialmente para acender churrasqueiras.

“Existem materiais próprios para realizar essa ação com segurança, de bastão ou em gel. Não utilizem líquidos inflamáveis, porque se espalha na churrasqueira e evapora. Aí com o contato com fósforo ou outra fonte de ignição pode ocorrer explosão e até incêndio”, explicou Ana Paula Bagge.