Sinal Vermelho: Piauí no combate à violência contra a mulher

No Piauí, vítimas de violência doméstica podem pedir ajuda em farmácias cadastradas na campanha.

Foto: Polícia CivilCampanha Sinal Vermelho.
Campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica.

 Fonte: CNJ

Mulheres em situação de violência são infelizmente uma realidade no Brasil e, em tempos de isolamento, elas enfrentam mais um problema: a dificuldade em denunciar os agressores. Diante desse cenário, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) lançaram a campanha "Sinal Vermelho para a Violência Doméstica". A iniciativa tem como foco ajudar mulheres em situação de violência a pedirem ajuda nas farmácias do país.

As mulheres vítimas de violência doméstica agora podem buscar ajuda em farmácias do Piauí. O protocolo é, de fato, simples: com um “X” vermelho na palma da mão, que pode ser feito com caneta ou mesmo um batom, a vítima sinaliza que está em situação de violência. Com o nome e endereço da mulher em mãos, os atendentes das farmácias e drogarias que aderiram à campanha devem ligar, imediatamente, para o 190 e reportar a situação. O projeto conta com a parceria de 10 mil farmácias e drogarias em todo o país. 

A criação da campanha é o primeiro resultado prático do grupo de trabalho criado pelo CNJ para elaborar estudos e ações emergenciais voltados a ajudar as vítimas de violência doméstica durante a fase do isolamento social. O grupo foi criado pela Portaria nº 70/2020, após a confirmação do aumento dos casos registrados de violência contra a mulher durante a quarentena, determinada em todo o mundo como forma de evitar a transmissão do novo coronavírus.

Durante a pandemia, mesmo com as medidas de isolamento, as farmácias são locais que continuam a funcionando. Como o isolamento exige um tempo maior de convivência, muitas mulheres acabam tendo uma dificuldade de denunciar o agressor ou de buscar ajuda. A campanha estimula que as mulheres se sintam seguras para pedir ajuda.

O estado conta com a Coordenadoria de Estado de Políticas para as Mulheres (CEPM), que atua através do aplicativo Salve Maria, dos números de emergência 180 e 190 e através do Centro de Referência Francisca Trindade pelo telefone (86) 99433-0809.

Em casos de urgência, disque 190 para acionar a Polícia Militar.

O Disque 180 é um telefone para relatar violência, reclamações e receber orientações sobre a legislação vigente e encaminhamento para serviços da Rede de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres em todo o Brasil. O serviço é gratuito e funciona 24 horas, todos os dias.

Confira as redes de Farmácias cadastradas no Piauí: 

-Rede de farmácias DROGASIL
TERESINA PI

-Rede de DROGARIAS GLOBO
TERESINA PI

-DROGARIAS GLOBO
CAMPO MAIOR PI

-DROGARIAS GLOBO
FLORIANO PI

-DROGARIAS GLOBO
PARNAÍBA PI

-DROGARIAS GLOBO
PICOS PI

-DROGARIAS GLOBO
PIRIPIRI PI

-Rede de FARMÁCIAS PAGUE MENOS
TERESINA PI

-FARMÁCIAS PAGUE MENOS
CAMPO MAIOR PI

-FARMÁCIAS PAGUE MENOS
FLORIANO PI

-FARMÁCIAS PAGUE MENOS
PARNAÍBA PI

-FARMÁCIAS PAGUE MENOS
PICOS PI

-FARMÁCIAS PAGUE MENOS
PIRIPIRI PI

-Drogaria Econômica
Pedro II PI