Regina lança Projeto que concede crédito para mulheres empreendedoras no Piauí

O projeto contempla mais de 6 mil mulheres em 23 municípios

Foto: ReproduçãoRegina Sousa
Regina Sousa

O Governo do Estado lançou na segunda-feira (12/09), o Projeto “Ei Mermã, Elas Empreendem”, cujo objetivo é fomentar a autonomia econômica e financeira das mulheres nos territórios do Piauí, em parceria com o SEBRAE. Na ocasião, o Ministério do Trabalho também fez a entrega de computadores para a equipe da Coordenadoria de Mulheres.

O projeto contempla mais de 6 mil mulheres em 23 municípios e, segundo a governadora Regina Sousa, a meta é a busca de independência financeira às mulheres. "Muitas mulheres são obrigadas a suportar a violência por não ter autonomia financeira, não ter para onde ir", disse a chefe do Executivo Estadual.

Segundo a governadora, a Piauí Fomento vai conceder crédito para as mulheres começar sua atividade. "O projeto visa a qualificação para que as mulheres possam competir no mercado com um trabalho qualificado, etiquetado para competir de igual para igual no mercado", disse.

O presidente da Agência Piauí Fomento, Luís Carlos Ewerton, o projeto visa o financiamento para as mulheres empreendedoras que serão capacitadas e preparadas para empreender o seu próprio negócio. "Hoje o programa Fomento Mulher já financeirou mais de mil mulheres", disse, enfatizando que de 60% a 70% das propostas encaminhadas à agência são de mulheres. "Elas lideram o empreendedorismo no Piauí", disse.

O diretor do Sebrae, Mário Lacerda, destacou a importância dessa ação do Governo do Estado ao incentivar o empreendedorismo feminino, com um projeto capitaneado pela Coordenaria Estadual de Políticas para Mulheres (CEPM), que tem trabalhado nessa linha de trazer conhecimento, formação de preço para tornar o negócio viável. "O Sebrae está focado na mulher empreendedora", disse apostando no êxito do projeto para gerar emprego e que será uma semente para novas ações.

O projeto “Ei Mermã, Elas Empreendem”,visa a capacitação de mulheres empreendedora em situações de vulnerabilidade ou de violência doméstica para estimular a autonomia econômica e financeira das mulheres nos territórios.  

Serão disponibilizados os cursos Como Agir de Maneira Empreendedora, Plano de Negócio, Como Controlar Fluxo de Caixa, Como Aumentar suas Vendas, Modelagem de Negócios (utilizando canva), Atendimento ao Cliente - Como Satisfazer e Encantar seus Clientes, Como Criar uma Loja Virtual, Como Vender Usando o Instagram e Como Vender Usando o Whatsapp.

Os cursos de capacitação ocorrerão em formato presencial e online, nas unidades da sede do SEBRAE, sendo ofertadas 6.120 vagas e acontecerão também nos territórios de desenvolvimento do Estado do Piauí.

Durante a solenidade o Ministério do Trabalho do Piauí fez  a entrega de cinco computadores para a  Coordenadoria de Mulheres com o objetivo de realizar a equipagem da sala de capacitação da mulher empreendedora Esperança Garcia e da biblioteca Luíza Amélia de Queiroz.

Com informações do 180 graus 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS