População realiza protesto após mulher ser morta a facadas pelo marido em Bom Jesus

Miriam Silva de Santana foi encontrada na sala de casa com diversas perfurações no pescoço

Foto: Foto: Reprodução/Redes sociaisMiriam Silva de Santana foi morta a facadas na frente da filha em Bom Jesus, Sul do Piauí
Miriam Silva de Santana foi morta a facadas na frente da filha em Bom Jesus, Sul do Piauí

Com informações 180graus

A jovem Miriam Silva de Santana, de 27 anos, foi morta a facadas na tarde desta terça (8) no município de Bom Jesus. 

O companheiro da vítima, Paulino da Silva Rodrigues, foi preso em flagrante suspeito do crime de feminicídio e encontra-se na Delegacia Regional de Polícia Civil.

O crime aconteceu na residência onde o casal morava. No momento em que a Polícia Militar chegou ao local, Paulino já havia desferido as facadas na vítima e estaria tentando matar a filha da vítima, uma criança, com um "mata-leão" (enforcamento).

A ação rápida dos policiais impediu uma tragédia maior ainda. Miriam chegou a ser socorrida pelo SAMU, mas não resistiu, vindo a óbito no Hospital Regional de Bom Jesus.

Em consequência da morte de Miriam, moradores do município se reuniram para realizar um protesto contra o assassinato.

O grupo era formado especialmente por mulheres, que gritavam palavras de ordem como: "Parem de nos matar". Uma passeata foi realizada pela cidade e um grupo de motos e carros acompanharam o protesto.

O ato principal foi realizado na frente da delegacia da cidade, onde o autor do crime, Paulino da Silva Rodrigues, foi preso. O crime chocou moradores do município.

Veja vídeo do protesto:

A população também prestou homenagem na porta da casa da vítima: 
 


 

Mais casos de violência contra a mulher 

Nos últimos dias houve pelo menos outros dois casos de violência contra a mulher na região Sul.

No domingo, uma agente de saúde foi morta a facadas em Alvorada do Gurgueia.

Na noite de segunda (07), uma jovem foi baleada em uma boate de Bom Jesus.