Piauí será pioneiro com primeiro Centro de Música Eficiente

O projeto de inclusão social utiliza a música como ferramenta de desenvolvimento social e intelectual para crianças e adolescentes com deficiência

Foto: Cidade VerdeProjeto Música Eficiente
Projeto Música Eficiente

A Associação Cultural dos Amigos da Música Eficiente (Acame), no bairro Mocambinho, em Teresina, é uma das instituições de ensino do estado que recebem investimentos do PRO Piauí. No local estão sendo aplicados mais de R$ 450 mil para a completa reestruturação da sede do Projeto Música Eficiente.

A reforma tem a proposta de levar segurança e mais qualidade no atendimento. De acordo com o idealizador e diretor do local, João Gilberto, “o sonho do Acame começou em 2013, no Ceti Pequena Rubim, com o objetivo de atender crianças com alguma deficiência”. Ele conta que, com a reforma, o Piauí terá o primeiro Centro de Música Eficiente, tornando o estado o primeiro a ter uma estrutura como essa para um público específico.

Um total de 240 serão beneficiadas com a reforma do prédio. “A reforma que estamos vendo aqui é de grande porte. Estamos muito esperançosos e agora vamos ter uma nova escola para nossos filhos”, disse Ana Maria Cardoso, que é mãe de João Vitor, estudante da associação.

Foto: Governo do PiauíAssociação Cultural dos Amigos da Música Eficiente (Acame), no bairro Mocambinho, em Teresina
Associação Cultural dos Amigos da Música Eficiente (Acame), no bairro Mocambinho, em Teresina

“Meu filho é um dos primeiros alunos daqui e é muito bom. Antes, o Fernando era uma pessoa muito ansiosa, não tinha uma atividade e ele só ficava em casa devido ele ter essa deficiência e não ter muitos amigos. Então, isso representa muito na vida do meu filho. Ele gosta muito dessa socialização e aqui vai ser muito bom e com essa nova estrutura vai ser melhor ainda”, disse Lindalva Gomes, mãe do Fernando Gomes, de 30 anos, aluno da instituição.

A reforma será total e novas salas, forro acústico, banheiros adaptados, anfiteatro e restruturação da área externa com serviços de paisagismo estão sendo realizados. No local serão ofertadas aulas de teclado, violão, bateria, canto coral, flauta doce, instrumentos de sopro, musicalização infantil e atendimento de musicoterapia. O espaço conta com uma equipe composta por 7 professores, uma assistente social, uma pedagoga e uma secretária.

A associação

A Acame é um projeto de inclusão social que utiliza a música como ferramenta de desenvolvimento social e intelectual para crianças, adolescentes e adultos. Além disso, tem 30% das vagas destinadas à comunidade em geral. Durante a pandemia, os trabalhos não pararam, a escola se adequou ao modelo de aulas remotas e realizou, também, atendimentos itinerantes.

“A proposta do PRO Piauí Educação é exatamente essa, a de incluir o cidadão por meio dos equipamentos sociais. A Acame é um exemplo disso e estamos contentes em poder trazer esse investimento para a instituição. Em breve, o Ceti Pequena Rubim, que fica ao lado, também receberá recursos do PRO Piauí. Nossa equipe tem feito grandes avanços e mais instituições de ensino têm previsão de iniciar obras nas próximas semanas”, disse o secretário de Estado da Educação, Ellen Gera, durante a visita à reforma da Acame, nesta quinta-feira (4).