Não haverá Corso e Carnaval em Teresina

Com a decisão, ficam suspensas as programações do período carnavalesco, que só podem acontecer após a imunização da população contra a covid-19

Foto: GGNCorso de Teresina
Corso de Teresina

O presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FCMC), Sheyvan Lima, anunciou nesta quinta-feira (07) a suspensão, por tempo indeterminado, do corso e do carnaval de Teresina em 2021. A decisão foi tomada nesta manhã, após uma reunião com o prefeito Doutor Pessoa (MDB), quando os gestores avaliaram o cenário da pandemia da covid-19 e o impacto que as festividades poderiam gerar.

Com a decisão, ficam suspensas as programações relacionadas ao período carnavalesco, que poderão ser remarcadas após o processo de imunização da população contra a Covid-19. "Depois da população protegida, há possibilidade real de um carnaval fora de época, mas sem marcar data, deixando em aberto", ressaltou Sheyvan.

O corso de Teresina aconteceria no dia 06 de fevereiro, no final de semana que antecede o carnaval. Já a programação dos blocos carnavalescos aconteceria entre os dias 13 e 17 de fevereiro.

O prefeito Dr. Pessoa (MDB) confirmou a suspensão das festividades de carnaval e afirmou que pretende dialogar com representantes do setor.

"O meu desejo e a minha determinação é que não haja, nesse momento, nem corso e nem carnaval, obedecendo aos protocolos, conversando com o poder executivo do estado do Piauí, dentro do protocolo estadual, iremos seguir nessa linha de que não haja aglomerações para que não tenha uma repercussão negativa em relação a vida das pessoas, que é o aumento do coronavírus", destacou Pessoa. 

Nos próximos dias, o presidente da Fundação Monsenhor Chaves devem estreitar o diálogo com representantes de blocos, músicos e escolas de samba. O objetivo é buscar alternativas para compensar a não realização das atividades carnavalescas em 2021.