Pensar Piauí

Morre Silvio Luiz, narrador esportivo, aos 89 anos

Ainda não há informações sobre os motivos que levaram ao óbito

Foto: ReproduçãoO narrador esportivo Silvio Luiz
O narrador esportivo Silvio Luiz

O narrador esportivo Silvio Luiz, de 89 anos, morreu nesta quinta-feira (16). Ele estava intubado, em ventilação assistida e sob cuidados intensivos na UTI do Hospital Oswaldo Cruz, no Centro de São Paulo. Ele foi internado em 8 de maio.

Ainda não há informações sobre os motivos que levaram ao óbito, tampouco sobre velório e sepultamento.

Vale destacar que a primeira internação de Silvio ocorreu em 7 de abril, quando ele passou mal durante a transmissão da final do Campeonato Paulista de futebol entre Palmeiras e Santos.

Ele comentava a partida para o canal digital da TV Record na internet ao lado dos humoristas Bola e Carioca, teve dificuldades para falar e precisou ser socorrido pelos bombeiros. Acabou sendo levado para o Hospital Oswaldo Cruz, onde permaneceu internado até 30 de abril, quando recebeu alta após passar por exames.

Apesar do problema, Silvio Luiz não pôde fazer hemodiálise — tratamento realizado em pacientes com insuficiência renal — devido à fragilidade decorrente da idade avançada.

É um dia triste para o esporte. Nesta mesma quinta-feira, o jornalismo esportivo também perdeu um de seus ícones, Antero Greco, aos 69 anos. O jornalista estava internado no Hospital da Beneficência Portuguesa, em São Paulo, desde junho de 2022, quando foi diagnosticado com um tumor cerebral.

Trajetória

Silvio Luiz construiu uma trajetória de sucesso ao longo de cinco décadas, iniciando como repórter de rádio e ator de radionovelas até alcançar o reconhecimento nacional, especialmente no mundo do futebol.

Durante os anos 1970 e 1980, Silvio teve uma passagem marcante pela Rádio Record, onde também apresentou programas esportivos na Record TV. Na década de 1980, ele se destacou na Bandeirantes, tornando-se o segundo locutor mais importante da emissora, reconhecida por suas transmissões esportivas lideradas por Luciano do Valle.

Sua carreira seguiu em ascensão quando ingressou no SBT em 1996, liderando a equipe de esportes e narrando competições esportivas, além de apresentar o programa Gol Show. Posteriormente, na década de 1990, retornou à Bandeirantes e participou da equipe inaugural do canal fechado Bandsports, consolidando-se como a voz principal da emissora.

Mais tarde, na RedeTV!, Silvio narrou competições europeias, a Série B do Campeonato Brasileiro e apresentou o programa Bola Dividida. Seu talento também foi reconhecido na rádio Transamérica, famosa por suas transmissões esportivas em São Paulo, na década de 2010.

No universo do futebol, Silvio Luiz se destacou por seus bordões característicos, como “olho no lance!”, “pelo amor dos meus filhinhos” e “pelas barbas do profeta”. Reconhecido como um dos pioneiros em trazer humor às transmissões esportivas, sua popularidade ultrapassou os limites do público aficionado pelo esporte.

Ele recebeu o Troféu Imprensa de locutor esportivo em cinco ocasiões. Recentemente, retornou ao rádio para comandar a versão digital das transmissões do Campeonato Paulista no R7, portal da Record TV.

Com informações do DCM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS