Ministério Público e Polícia Federal precisam de freios, diz ex-presidente Collor

Na entrevista à Uol/Folha, o ex-presidente afirma que Bolsonaro corre risco de impeachment

Foto: Uol/FolhaEntrevista do ex-presidente Collor
Entrevista do ex-presidente Collor

A entrevista do ex-presidente Fernando Collor de Melo concedeu à Uol/Filha repercutiu durante todo esse domingo, 08. Ele considera que o presidente Jair Bolsonaro corre risco de impeachment caso não mude rapidamente o modo de agir.

Collor faz, ainda uma alerta sobre a atuação da Polícia Federal, relembrando o caso da invasão do jornal Folha de São Paulo, quando ele era presidente da República. "Toma a iniciativa de atitudes como essas sem que o governo, sem que o Executivo tomasse consciência. (...) Então é uma demonstração evidente de que isso que aconteceu lá atrás, há 30 anos, continua acontecendo hoje", declarou.

Para ele, são esses excessos que vêm sendo cometidos, tanto no que diz respeito às ações do Ministério Público como às da Polícia Federal, que precisam de alguma forma de freios. "É o balanço, os freios e contrapesos que precisam ser aplicados nas ações dessas duas instituições", enfatizou.