Pensar Piauí

Israel usa redes sociais para afirmar que Lula negou o Holocausto

Na Etiópia, o presidente Lula comparou os ataques de Israel contra a Faixa de Gaza ao Holocausto contra judeus na Segunda Guerra Mundial.

Foto: Reprodução/o povoMinistro das Relações Exteriores de Israel, Israel Katz
Ministro das Relações Exteriores de Israel, Israel Katz

 

Uma conta oficial do Estado de Israel na rede social X, antigo Twitter, acusou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de negar o Holocausto contra judeus durante a Segunda Guerra Mundial.

Uma publicação questionava: “O que vem à sua cabeça quando pensa no Brasil?”, com uma imagem da bandeira do Brasil. O perfil de Israel, então, respondeu: “Antes ou depois de Lula negar o Holocausto?”.

Confira:

Foto: Reprodução/XPublicação do X
Publicação do X

 

A conta em questão é administrada pelo Ministério das Relações Exteriores de Israel, segundo consta no próprio perfil.

A publicação é mais uma repercussão após o presidente Lula comparar os ataques realizados por Israel contra a Faixa de Gaza ao Holocausto.

“O que está acontecendo na Faixa de Gaza e com o povo palestino não existe em nenhum outro momento histórico. Aliás, existiu: quando o Hitler resolveu matar os judeus”, disse o presidente.

Na ocasião, o petista foi questionado sobre a decisão de alguns países de suspender o financiamento da agência da Organização das Nações Unidas (ONU) que presta auxílio aos refugiados palestinos, a UNRWA.

O ministro das Relações Exteriores de Israel, Israel Katz (foto em destaque), exigiu um pedido de desculpas de Lula pela comparação entre as ações de Israel contra palestinos e a morte de judeus durante a Segunda Guerra.

“Milhões de judeus em todo o mundo estão à espera do seu pedido de desculpas. Como ousa comparar Israel a Hitler?”, escreveu Katz na sua conta do X .

Com informações do X e Metrópoles 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS