Pensar Piauí

Irmã de Léo Moura é presa no Rio de Janeiro por estelionato

Ela é acusada de vender ingressos falsos para camarotes da Sapucaí

Foto: Montagem pensarpiauiLéo e Lívia Moura
Léo e Lívia Moura

CorreioBraziliense - A irmã do ex-jogador do Flamengo, Leonardo Moura, foi presa nesta terça-feira (13), por estelionato, durante o carnaval no Rio de Janeiro. A polícia civil e o Ministério público decidiram pela detenção de Lívia Moura, após acabar sendo acusada de vender ingressos falsos para camarotes da Sapucaí, onde estão sendo realizados os desfiles de Carnaval das escolas de samba na cidade. 

Lívia acabou presa em casa, na Estrada dos Três Rios, em Jacarepaguá, na zona oeste do Rio, com várias pulseiras de camarotes. As investigações já aconteciam há algum tempo. Assim, a polícia pediu a prisão temporária da acusada, acatada pela justiça.

Aliás, o golpe acabou denunciado por mais de 20 pessoas na 19ª Delegacia de Polícia (DP) da Tijuca, na capital fluminense. Lívia anunciava ingressos para casais por até R$ 4,5 mil para o desfile das escolas de samba. Ela garantia que os nomes dos compradores estariam colocados em uma lista de convidados. Contudo, ao chegarem no local, descobriam se tratar de um golpe.

“Outras pessoas que foram à delegacia falavam que ela dava convite para elas em outros eventos, que toda essa situação foi uma surpresa. Mas ela já fez isso outras vezes”, relatou uma vítima.

Até o momento Lívia Moura ainda não se manifestou. A irmã de Léo Moura prestou depoimento nesta segunda-feira (12), mas acabou detida apenas na manhã desta terça-feira.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS