Governo libera lista do auxílio emergencial. Veja se você vai receber

Para trabalhadores informais e inscritos no CadÚnico, pagamentos começam na terça-feira (6/4)

Foto: Portal ContábeisAuxílio Emergencial
Auxílio Emergencial

 

Após adiar a data de consulta ao pagamento do novo auxílio emergencial, benefício criado para atenuar o impacto da crise provocada pela pandemia de Covid-19, doença causada pelo coronavírus, o governo federal liberou a lista de aprovados para a nova rodada.

A partir desta sexta-feira (2/4), o trabalhador pode saber se foi selecionado para o programa. Existem quatro formas de consulta: pelos sites do Ministério da Cidadania (acesse aqui), da Caixa Econômica Federal (aqui) e da Dataprev (aqui), ou pelo telefone 113.

Para consultar, o trabalhador deverá informar o CPF, o nome completo, o nome da mãe e a data de nascimento.

Cerca de 45,6 milhões de pessoas devem receber o benefício – que será concedido automaticamente ao trabalhador que já estava recebendo o auxílio em dezembro de 2020.

Para facilitar os pagamentos, a Caixa Econômica dividiu o cronograma em dois grupos: 1) beneficiários do Bolsa Família; e 2) trabalhadores informais e inscritos no CadÚnico.

O novo auxílio será concedido em quatro parcelas, com quantias específicas conforme o perfil de quem recebe a contribuição. O valor médio dessa rodada é de R$ 250, mas pode variar de R$ 150 a R$ 375, a depender da composição de cada família.

O crédito estará disponível a partir da próxima terça-feira (6/4) para trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único (CadÚnico), e, no próximo dia 16, para beneficiários do Bolsa Família.

O governo irá analisar mensalmente se o beneficiário tem condições legais de receber o auxílio emergencial 2021.

Valores

O auxílio será limitado a uma pessoa por família. O governo prevê o pagamento de quatro parcelas mensais de R$ 250.

Mulheres chefes de família monoparental, no entanto, terão direito a R$ 375, e indivíduos que moram sozinhos (ou seja, família unipessoal) receberão R$ 150.