"Se você é branco, não há gás (de pimenta) e nem prisões em massa", diz astro da NBA

Jaylen Brown parafraseou Martin Luther King para criticar a postura da polícia com os manifestantes pró-Trump

Foto: USA TodayJaylen Brown
Jaylen Brown

O jogador de basquete pelo Boston Celtics, Jaylen Brown, parafraseou Martin Luther King para criticar a postura da polícia com os militantes pro-Trump que invadiram o Capitólio. Para o astro da NBA, se você é branco, não há gás e nem prisões em massa.

“Existem duas partes diferentes da América. Em uma América, você morre dormindo no carro, vendendo cigarros ou brincando no quintal. Em outra América, você pode invadir o Capitol. Sem gás lacrimogêneo, sem prisões em massa”, criticou Brown.

Logo após a invasão do Capitólio, militantes do Black Lives Matter compartilharam imagens que mostrava o exército pronto para atacar manifestantes que protestavam no Capitólio. Para os ativistas, ficou nítido o racismo no tratamento policial, pois, os manifestantes pró-Trump não foram recebidos com bombas e, posteriormente, vítimas de prisões em massa, fato que se dá com os militantes do movimento negro estadunidense.