Eles desconhecem a força e o poder de Luiz Inácio

Eles desconhecem a força e o poder de Luiz Inácio

Foto: Reprodição site LulaProcuradores querem vê-lo humilhado
Procuradores querem vê-lo humilhado

Por Gleisi Hoffmann

Deltan Dallagnol diz, agora, que resolveu cumprir a lei. Vaticina, através de Josias de Souza, colunista da Lava Jato, que “o pedido de progressão do regime de Lula não é uma generosidade do Ministério Público Federal. Trata-se de um imperativo legal... O blog conversou com procuradores de Curitiba. Eles explicam que, se o preso não pede o benefício, a Procuradoria é obrigada a requisitar. Inclusive porque o Estado pode ser responsabilizado por manter alguém preso além do prazo legal”

Coisa linda e perfeita, se fosse aplicada regularmente pelo Ministério Público brasileiro. Não há precedente na Lava Jato sobre o MP pedir cumprimento da progressão de pena. Aliás, na prática há milhares de pessoas na prisão com direito à progressão e que ficam aguardando trabalhos voluntários de advogados para exercerem o direito. Lula, mais uma vez, recebe tratamento de exceção. Foi assim para ser condenado, num processo célere e fraudado, e agora para, falsamente, ser agraciado com o reconhecimento a jato do “direito” a progressão. Lembremos que essa é a mesma turma que impediu o direito de Lula ir aos velórios de Sigmaringa Deixas e Vavá, seu irmão. E quase o proibiu de ver pela última vez seu neto Arthur.  

Resolveram, assim de repente, mudar de opinião e de atitude? Será que os ventos que começaram a soprar, do restabelecimento da verdade, da defesa do direito e da retomada das regras legais pelo STF, fizeram o MPF mudar? Claro, ainda tem o caso Janot, patrono da meninada da Lava Jato, que disse a que veio esta semana.  

O cinismo e oportunismo dessas pessoas não têm limites. Seria interessante ver as trocas de mensagens que antecederam a repentina decisão de pedir o cumprimento da regressão de pena para Lula.  

Eles sabem que a libertação de Lula, com a anulacão da sentença ilegal de Sergio Moro, é iminente, pelos crimes que eles cometeram no processo. Agora querem disputar a narrativa de como ele será solto, como se fossem eles os defensores da lei e não o contrario. Continuam fazendo política ao invés de justiça e buscando vantagens. E continuam mentindo!  

Depois da Vaza Jato ninguém mais se engana com essa turma. Querem que Lula saia da PF em Curitiba humilhado, como se a pena aplicada a ele tivesse base legal! Desconhecem a força e o poder de Luiz Inácio. Quem passou o que ele passou na vida, chegou onde chegou, enfrentando injustiças e restrições, sabe que Lula não se renderá. Estar em casa, com a família, com os que ama, certamente é uma das coisas mais desejadas de sua vida. Mas Lula não abrirá mão da sua dignidade, que ele defende com garra e altivex, porque está defendendo a dignidade do povo brasileiro.