Bradesco cede a ruralistas e persegue equipe de marketing que fez vídeo sobre consumo de carne

Representantes da pecuária, por sua vez, acusam o banco de "lacração"

Foto: Montagem pensarpiauíBradesco
Bradesco

Fórum - Com o objetivo de conscientizar os seus clientes quanto a produção de carbono e o que eles podem fazer individualmente no dia a dia para diminuir tal dano, o Bradesco produziu um vídeo que foi veiculado em suas redes com três influenciadoras que dão algumas dicas.

Entre as dicas do vídeo está a convocação para que os clientes do Bradesco adiram à Segunda Sem Carne – ação que visa convidar as pessoas a substituírem a carne por vegetais – e a compostagem com sobras de alimento. Mas, o que era para ser, digamos, uma ação de green economy da instituição, se transformou em crise com o setor pecuarista.

O perfil Pecuária Já publicou um vídeo convocando os pecuaristas a boicotarem o banco Bradesco e também acusou a instituição de “lacração”.

Bradesco pede desculpas a ruralistas

Com medo de perder clientes, o Bradesco correu para se desculpar com os pecuaristas e em uma carta intitulada “Carta ao Agronegócio”, declarou que não é contra o agronegócio nem ao consumo de carne.

“O Bradesco acredita e promove direta e indiretamente a pecuária brasileira e por conseguinte o consumo de carne bovina. Reiteramos nossa lamenta pelo ocorrido e reforçamos mais uma vez nossa crença irrestrita na pecuária brasileira”, diz o documento do banco.

Além disso, o Bradesco declarou que mandou remover o vídeo de todas as suas redes e que “tomará ações administrativas internas severas”.

A reportagem da revista Fórum entrou em contato com a assessoria de comunicação do Bradesco para obter mais informações sobre o ocorrido, mas, até o fechamento desta matéria não obteve retorno.

Sobre agronegócio veja também: