Bebê que nasceu de mãe intubada por conta do coronavírus deixa hospital

A mãe morreu em 26 de dezembro

Foto: DCMHelton Silva e a filha, Vitória
Helton Silva e a filha, Vitória

Depois de pouco mais de um mês internada, a pequena Vitória conseguiu receber alta hospitalar e já está sob os cuidados da família. A bebê nasceu em 2 de dezembro, em Curitiba. Durante o parto, a mãe, a professora Daiana Costa, 33 anos, estava intubada por causa de covid-19. Ela morreu em 26 de dezembro ao não resistir às complicações da doença.

A bebê deixou o Hospital Vita na manhã de hoje. Ela nasceu prematura, com sete meses de gestação, e permaneceu internada até que chegasse ao peso ideal para ir para casa.

“Ela está perfeita, sem uso de medicamentos nem aparelhos, mas como é uma bebê prematura, precisa de todos os cuidados que o caso dela requer. Toma leite especial para ganhar peso, e devemos ir periodicamente ao hospital para verificar a sua evolução”, comentou a tia, Tatiana Silva.

Com a alta de Vitória, a família acredita que a presença dela será “um pedaço” da mãe dentro de casa.

“A saída dela do hospital é uma sensação de vitória, como o próprio nome dela diz. Pedimos a Deus que um pedaço da mãe voltasse para casa em um momento tão difícil, de tanta dor e de fundo do poço. A menina é, agora, o que nos traz conforto, alegria e esperança. O amor venceu a dor”, afirma a tia.

(…)