Pensar Piauí

Ações marcam o dia D de enfrentamento a violência sexual infantil no Piauí

18 de maio é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Foto: ReproduçãoAções marcam o dia D de enfrentamento a violência sexual infantil no Piauí
Ações marcam o dia D de enfrentamento a violência sexual infantil no Piauí

 

Nesta sexta-feira, 17 de maio, o Comitê Piauiense de Enfrentamento à Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes, coordenado pela Ação Social Arquidiocesana, vai promover um momento de mobilização da sociedade civil e instituições governamentais e não governamentais às 07h no cruzamento da Rua Goiás com a Avenida Frei Serafim, em alusão ao dia 18 de maio, que é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

A concentração reunirá vários serviços e instituições que atuam na promoção e na garantia de direitos de crianças e adolescentes, com seus respectivos públicos. A data é simbólica, já que no dia 18 de maio de 1973, Araceli de apenas 8 anos foi raptada e abusada sexualmente por jovens de classe média alta. A criança veio a óbito logo depois da série de abusos, e mesmo após 50 anos os responsáveis por tal crueldade nunca foram devidamente punidos.

Conforme destaca a secretária executiva da Ação Social Arquidiocesana (ASA), Carla Simone, o movimento nasceu da união de esforços dos órgãos governamentais e não governamentais, com o propósito de sensibilizar e levar informações a população a respeito da importância de combater esse tipo de violência contra a infância. 

Ela complementa afirmando que a sociedade ainda precisa progredir para erradicar a prática da violência sexual contra as crianças e os adolescentes. “Muitas vezes essas práticas são naturalizadas e banalizadas. Precisamos nos indignar com essa prática e mudar esse cenário, e é a partir da consciência e da sensibilização de cada um que vamos conseguir combater essa mal, disseminando informações e fazendo denúncias”, disse.

Após a mobilização na Avenida Frei Serafim, as crianças e adolescentes  seguem para o auditório da Secretaria de Segurança Pública do Piauí (R. Walfran Batista, 91, São Cristovão), onde será realizado o lançamento de dados do Projeto Mapear, inciativa da Polícia Rodoviária Federal em relação aos índices de violência sexual no estado do Piauí, além de apresentações artísticas com crianças e adolescentes.

A promotora de Justiça do MPPI, Joselisse Nunes, informou que durante o lançamento estarão presentes a Secretaria de Segurança, o Ministério Público e o Tribunal de Justiça. “Estamos contando com a presença desses órgãos para que juntos como uma grande rede, possamos diminuir esses dados que serão lançados”, pontuou.

Para denunciar casos de violência sexual contra crianças e adolescentes, o Disque 100 é o canal oficial do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. Também é possível realizar denúncias pelo Conselho Tutelar, Ministério Público, órgãos policiais e delegacias especializadas.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS