Acesso a museus, teatros, cinemas e rádio no Piauí está entre os menores do país

Os dados são do IBGE

Foto: DivulgaçãoTeatro 4 de Setembro
Teatro 4 de Setembro

A televisão ainda é o principal instrumento de acesso à cultura no Piauí. Está presente em 96% dos lares do estado. Em Teresina, 98,5% dos domicílios possuem televisão. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na quarta edição do Sistema de Informações e Indicadores Culturais (SIIC), que traz dados referentes ao período de 2007 a 2018.

Isso provavelmente se dá em decorrência de um fator revelado pela própria pesquisa: os piauienses carecem de equipamentos de acesso à cultura. Somente 51,7% da população do estado tem à sua disposição museus em seus municípios de residência, oitavo menor índice do Brasil, cuja média é de 67,8%. E apenas 43,6% da população conta com teatros ou casas de espetáculo em seus municípios de residência, quarto menor índice do Brasil. A média brasileira (69,1%) também é superior a porcentagem encontrada no estado.

No tocante aos cinemas, o índice de pessoas que moram em municípios do Piauí que possuem pelo menos um é de 40,2%. Esse percentual é o quarto menor do Brasil, acima apenas da Paraíba (38,9%), Tocantins (29,7%) e Maranhão (24,3%). A média encontrada no país é de 60,1%.

Foto: IBGEAcesso aos museus
Acesso aos museus

Foto: IBGEAcesso a teatros
Acesso a teatros

.

Foto: IBGEAcesso ao cinema
Acesso ao cinema

No Piauí, o perfil do usuário predominante de museus, teatros, cinemas e rádio é: mulher, pessoa de cor branca, na faixa etária de 30 a 59 anos e com ensino superior completo. 

O melhor índice verificado foi o de acesso ao rádio, veículo que vem ganhando forças nos últimos anos, não apenas como fonte de entretenimento e cultura, mas também de acesso à informação: 67,8% da população piauiense tem acesso à rádios locais na cidade onde residem. O índice é o quarto menor do Brasil, à frente apenas de estados como o Sergipe (67,5%), Alagoas (65,8%) e Paraíba (63,5%). A proporção, porém, está abaixo da média brasileira, em que 81,2% da população reside em municípios que possuem rádios, seja de frequência AM ou FM.

Lei Rouanet: valor captado reduz mais da metade em sete anos

Foto: IBGELei Rouanet
Lei Rouanet



       

Em 2018, o valor captado por meio da Lei Rouanet para projetos culturais no Piauí foi menos da metade do que o alcançado em 2011. Os produtores piauienses captaram R$ 1.495.144 reais em 2018, valor bem abaixo dos R$ 3.008.699 conseguidos em 2011.

 

O motivo dessa redução se deve à diminuição na quantidade de projetos beneficiados pela Lei. Em 2011, foram aprovados 14 projetos no Piauí, enquanto apenas 8 receberam o incentivo do Governo Federal em 2018.

 

No Brasil, também houve redução de aproximadamente 2,3% no valor captado na comparação entre 2018 e 2011. Quanto aos projetos aprovados no país, ocorreu variação de -13,62% no período.