Racismo

Vídeo - Mulher sofre racismo e filma ofensas: 'odeio preto, não suporto'

"Eu sou caucasiana" gritava agressora enquanto exigia que a esteticista Andresa Fonseca se levantasse da mesa em que estava


Foto: ReproduçãoImagens da mulher que realizou as falas e ofensas racistas
Imagens da mulher que realizou as falas e ofensas racistas

Uma mulher gritou ofensas racistas para outra em uma lanchonete de um posto de gasolina em Salvador, no sábado (6/5). A mulher exigia que Andresa Fonseca, que é negra, se levantasse de uma mesa compartilhada para deixá-la sozinha.

“Eu odeio preto, eu não suporto. Não gosto de gente escura que nem você. Eu sou caucasiana”, disse a mulher que não foi identificada pela reportagem. Andresa Fonseca alega ter chamado a Polícia Militar, mas os agentes informaram que ela teria que ir a uma delegacia registrar o boletim de ocorrência pelo crime de injúria racial.

“Havia a possibilidade de flagrante! Como a vítima vai registrar o B.O. sem sequer saber a identificação da criminosa?”, interroga Tiago Melo, advogado de Andressa.

Com informações do Metrópoles

Deixe sua opinião: