Trabalho

Novo parque solar de Ribeiro Gonçalves vai gerar mais de 1200 empregos no Piauí

As obras da usina iniciaram em agosto, com previsão para funcionamento já em 2024.


Foto: Reprodução/ccomGovernador Rafael Fonteles com representantes do Grupo Cobra Brasil
Governador Rafael Fonteles com representantes do Grupo Cobra Brasil

 

O governador Rafael Fonteles esteve reunido, nesta quinta-feira (05), com representantes do Grupo Cobra Brasil, empresa espanhola que está implantando um parque de energia solar no município de Ribeiro Gonçalves. A empresa apresentou ao governador o andamento dos serviços, que atualmente contam com 100 pessoas da região para trabalhar no canteiro de obras.

No auge da construção, o empreendimento irá empregar mais de 1200 pessoas, como explica o governador Rafael Fonteles. Ele conta ainda que, quando em funcionamento, a usina solar vai gerar mais energia que a barragem de Boa Esperança. “Em breve, irei visitar as obras desta usina solar que está em construção. No pico das obras de construção, irá gerar mais de mil e duzentos empregos. O parque irá gerar 393 megawatts, maior do que a usina de Boa Esperança, que foi uma revolução energética para o estado do Piauí na década de 70”, pontuou Fonteles.

O diretor de operações do grupo Cobra Brasil, José Carlos Hernandez, detalhou que já deram início aos primeiros trabalhos no canteiro de obras. A previsão do início das atividades do parque solar é para novembro de 2024. “Hoje viemos apresentar ao governador o avanço das obras do parque solar em Ribeiro Gonçalves. Está sendo desenvolvido há 3 anos. Já estamos com mais de 100 pessoas mobilizadas, maquinário e demos início, no mês de agosto, às obras de supressão ambiental, que são necessárias para cumprir o objetivo de entregar energia no fim do ano que vem. Posteriormente, iniciaremos a terraplanagem e montagem de estrutura e, se tudo der certo, até novembro do próximo ano estaremos funcionando”, detalhou José.

Rafael reforçou o potencial do Piauí na geração de energias renováveis, em especial a solar. “São investidores espanhóis que também descobriram o potencial do Piauí na geração de energia solar. Por isso, sempre acreditamos que o Piauí será líder cada vez mais na produção de energias renováveis”, disse.

O CEO do Cobra Brasil, Jaime Llopis, defendeu a importância de trabalhar em um estado com bastante potencial como o Piauí. Falou ainda nas oportunidades e retornos que o parque solar trará para a população. “Reforçando o compromisso com o estado, nessa seara da geração renovável que é tão importante, ter o privilégio de trabalhar no Piauí. Gerar energia não é apenas gerar eletricidade, é gerar prosperidade, educação, saúde; é muita coisa que saem daqueles painéis”, finalizou.

Além de Ribeiro Gonçalves, o grupo Cobra Brasil possui empreendimentos de energia solar no município de Cristino Castro. Ao todo, as obras do grupo representam um investimento de R$ 4 bilhões no Piauí.

 Com informações da CCOM 

Deixe sua opinião: