Segurança Pública

Mais duas pessoas são presas suspeitas de participarem de esquartejamento

Eles são suspeitos de colaborarem com a blogueira Maria Clara Sousa Nunes, mandante da morte de Silvana Rodrigues de Sousa.


Reprodução Mais duas pessoas são presas suspeitas de participarem de esquartejamento
Silvana Rodrigues de Sousa, de 21 anos

Na manhã desta terça-feira (9), mais duas pessoas foram presas por suspeita de participação no assassinato de Silvana Rodrigues de Sousa, em Teresina. Eles foram identificados como Josenildo Dias da Silva e Maria de Fátima da Silva Santos.

De acordo com a Polícia Civil, Maria de Fátima é a dona da casa aonde o crime ocorreu. Josenildo, por sua vez, é apontado como o responsável por enterrar os restos mortais de Silvana após o esquartejamento.

Segundo o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Maria de Fátima foi presa no momento em que iria visitar o marido, preso por assalto.

“Ela não tem passagem, o que trouxe ela para dentro dessa investigação é o fato dela ser proprietária da residência, e aí a nossa investigação leva a crer que, de alguma forma, ela pode ter facilitado o acesso ao imóvel. Agora, o depoimento dela é que vai nos dizer se de fato essa casa foi invadida, sem autorização dela, se ela realmente deu o imóvel, mas não tinha ciência do que ia acontecer lá dentro”, relatou o delegado Bruno Ursulino.

O CRIME

O corpo de Silvana foi encontrado em um matagal na Vila da Guia em dia 26 de junho deste ano. A suspeita é que ela tenha sido morta três dias antes em uma casa abandonada na região. 

A vítima foi esquartejada e o corpo foi colocado em dois sacos de estopa, que foram enterrados em covas de aproximadamente um metro de profundidade. Os criminosos tentaram cobrir a cova para esconder os vestígios.

Veja mais em:

Blogueira é presa suspeita de comandar morte de mulher esquartejada em Teresina

Deixe sua opinião: