Política

Lula na ONU "cumpre papel fundamental de grilo falante do planeta"

Veja a repercussão da fala do presidente do Brasil


Foto: DivulgaçãoLula na ONU
Lula na ONU

Após o discurso de Lula, na abertura dos trabalhos da ONU políticos, jornalistas, estudiosos expressaram suas opiniões através das redes sociais. Veja a repercussão:   

Deputado Federal Orlando Silva
Lula coloca o combate à desinformação e a regulação das plataformas digitais no centro da agenda global em seu discurso na ONU. Muito bem, presidente! O BRASIL VOLTOU! LULA NA ONU.

Midia Ninja, jornalismo
Lula fez um discurso histórico, interrompido 7 vezes por efusivos aplausos.

Flávio Costa, jornalista
Um verdadeiro estadista. Grande discurso de Lula na ONU.

Miriam Leitão, jornalista
Foi um discurso muito bom. Bonito, forte e sem ruídos

Lindberg Farias, deputado
Lula faz discurso histórico na abertura da Assembleia Geral da ONU é muito aplaudido como grande líder e estadista. Aproveitou para fazer críticas duras ao neoliberalismo no mundo, ao mercado e seu flerte com a extrema direita. Que orgulho!

Tauat Resende , advogado
Lula na ONU fazendo um discurso impecável e sendo muito aplaudido, o orgulho de ser brasileiro voltou!

Hildegard Angel, jornalista
Eu sozinha na minha sala batendo palmas pra Lula

Kennedy Alencar, jornalista
Como é bom o Brasil e o mundo terem se livrado de Bolsonaro. Lula foi aplaudido por seis vezes durante seu discurso na ONU. A primeira vez foi quando disse que o Brasil estava de volta, superando o isolamento e o negacionismo do genocida. De modo geral, fez um discurso forte e correto. Foi ao ponto ao dizer que combater a desigualdade é imperativo, pois ela é a raiz dos principais problemas do planeta ou atua para agravá-los. Cobrou a responsabilidade dos países ricos para combater a emergência climática, um dos pontos principais de sua correta política externa. Pediu reforma da ONU, sobretudo do ineficaz Conselho de Segurança. Para tristeza da imprensa brasileira, deixou claro que, no seu entender, o fim da Guerra na Ucrânia dependerá de negociações. Ou seja, tem de ouvir Putin e Zelensky ou o conflito continuará congelado. Boas abordagens sobre Cuba e Assange também renderam aplausos. Lula cumpre papel fundamental de grilo falante do planeta.

Randolfe Rodrigues, senador
Em discurso histórico, interrompido 7 vezes por efusivos aplausos, @lulaoficial aponta que a ascensão do fascismo no mundo todo encontra terreno fértil nos escombros do falido neoliberalismo. Fala de um verdadeiro estadista!

Metropoles, site de notícias 
Zelensky não aplaude Lula durante discurso do presidente brasileiro na Assembleia-Geral da ONU. Pronunciamento do petista foi interrompido por palmas cinco vezes. Em todas elas, líder ucraniano permaneceu imóvel.

Globo News no twitter 
@gugachacra diz que houve "muita sintonia" nos discursos de Lula e Joe Biden na ONU.

Vinicios Betios, mestre em geopolítica
O Lula na ONU hoje tem um simbolismo muito grande. Ele abre o encontro, em solo americano, justamente o país mentor da lava jato e de toda a tentativa de sabotar o Brasil e enterrá-lo vivo. A participação dele é um tapa na cara do imperialismo, sendo um evento histórico que se assemelha à participação do Fidel Castro na assembleia da ONU. Mais que isso, o discurso de hoje rompe com anos de insignificância brasileira perante à comunidade internacional. Não é só uma resposta do Lula, é uma resposta do Brasil a todo mal que nos fizeram nos últimos anos. Foi duro, mas estamos firmes e fortes!

George Marques, jornalista
Resumo do discurso estadista de Lula na ONU: - Homenageou às vítimas de tragédias mundiais; - Reafirmou a confiança na humanidade e destacou a crise climática como uma realidade urgente; - Fome e a desigualdade global como desafios centrais; - Mencionou a volta do Brasil à cena internacional de maneira positiva e destacou o compromisso com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável; - Destacou a matriz energética limpa do Brasil e a redução do desmatamento na Amazônia; - Mencionou a importância de reformas nas instituições globais, como o FMI e o Conselho de Segurança da ONU; - Expressou a necessidade de combater a desigualdade e promover valores democráticos e direitos humanos; - Chamou a atenção para a importância da paz e do diálogo na resolução de conflitos; - Críticou justamente os gastos em armamentos e a falta de investimento em desenvolvimento; - Instou a ONU a agir verdadeiramente contra a desigualdade e a injustiça global; - Destacou a necessidade urgente de ação global para enfrentar desafios como a crise climática, a fome e a desigualdade; - Enfatizou o papel da ONU na promoção da paz e na defesa dos valores democráticos e dos direitos humanos; - Ao mesmo tempo, Lula destacou a importância de reformas nas instituições globais para tornar as mais eficazes e representativas; Lula mostrou que o Brasil está de volta ao mundo para construir um mundo mais justo e igualitário. Seu discurso foi um marco na política externa brasileira e um sinal de esperança para o futuro do planeta. O Brasil voltou!

Willian de Lucca, jornalista
Um discurso impecável, corajoso e necessário, o maior já feito por um presidente brasileiro na Assembleia Geral da ONU.
 

Deixe sua opinião: