Outros Temas

"Diretor da Globo morreu transando", diz Paula Burlamaqui, que completa: "não sei se é verdade"

Segundo ela ele "pegava a novela inteira"


Foto: DivulgaçãoPaula Burlamaqui e Paulo Ubiratan
Paula Burlamaqui e Paulo Ubiratan

 

Fórum - Em entrevista ao podcast Papagaio Falante, a atriz e Paula Burlamaqui anunciou que o diretor de novelas Paulo Ubiratan, conhecido por dirigir clássicos como 'Tieta' e 'A Próxima Vítima', morreu enquanto praticava o ato sexual.

Ubiratan morreu em 1998, aos 51 anos, em decorrência de um infarto. Segundo Burlamaqui, causado por uma atividade comum: "Eu amava o Paulo, meu amicíssimo, a gente ia jantar sempre. Amava ele. Fiquei tão triste quando ele faleceu, teve um infarto. Mas dizem que ele morreu transando, não sei se isso é verdade, me falaram que ele morreu transando com uma gata. Teve uma morte boa", afirmou.

Durante a entrevista, a atriz também revelou ter tido relações íntimas com o diretor. "Ele era muito bonito e era bom de fazer elenco. Namorei um pouco com ele quando a gente fazia 'Pedra Sob Pedra'. Várias namoraram ele. Ele comia a novela inteira. Pegava geral, pronto falei", disse Burlamaqui.

Paulo Ubiratan foi diretor de Tieta, Pedra sobre Pedra, foi diretor artístico de 'A Próxima Vítima' e diretor de núcleo de 'Corpo Dourado'. 

Paula Burlamaqui tem extenso currículo dentro da Rede Globo, tendo participado de sucessos como Pedra sobre Pedra, Barriga de Aluguel, Uga Uga, Da Cor do Pecado, América, A Favorita, Avenida Brasil, Joia Rara, A Regra do Jogo e, mais recentemente, Verdades Secretas.

Na entrevista, a atriz também revelou outros casos com globais e artistas. "Namorei o Marcos Palmeira um pouquinho, muito pouco. O Kadu Moliterno, namorei um pouco, e o Djavan, muito pouco. Não namorei nenhum deles, foi só pegação. Eu estava nessa fase de zoeira”, revelou.

Deixe sua opinião: