Segurança Pública

Crianças são achadas com vida na Amazônia 40 dias após queda de avião na Colômbia

As três crianças e um bebê de 11 meses estão desnutridas, levemente desidratadas e apresentam picadas de insetos


Foto: Reprodução/redes sociaisMembros do Exército posam com quatro crianças indígenas que foram encontradas vivas depois de passar mais de um mês perdidas na selva amazônica colombiana, após a queda de um pequeno avião
Membros do Exército posaram com as quatro crianças indígenas que foram encontradas vivas depois de passarem mais de um mês perdidas na selva amazônica colombiana, após a queda de um pequeno avião.


As Forças Armadas da Colômbia anunciaram na noite de sexta-feira (9) que as três crianças e um bebê, que estavam desaparecidos na Amazônia há 40 dias após um acidente aéreo, foram encontrados com vida. Fotografias das crianças foram compartilhadas nas redes sociais.

Em uma postagem, os militares expressam a alegria alcançada graças à união e aos esforços conjuntos. Eles elogiaram os soldados, as comunidades indígenas e as instituições que participaram da Operação Esperança, como ficaram conhecidas as buscas pelas crianças.

Segundo o jornal colombiano El Tiempo, as quatro crianças serão levadas para San José del Guaviare, onde receberão todos os cuidados de um grupo de médicos. Elas estão desnutridas, levemente desidratadas e apresentam picadas de insetos.

O presidente da Colômbia, Gustavo Petro, que enfrenta uma grave crise política, comemorou a notícia e afirmou que é uma grande alegria para todo o país. As três crianças têm 13, 9 e 4 anos, enquanto o bebê tem 11 meses. Todos são membros da comunidade indígena Muinane e vivem nas proximidades dos rios Cahuinarí e Araracuara, na região amazônica.


 

Com informações do 247

Deixe sua opinião: