Um forró para enfrentar o coronavírus e trocar um abraço de longe

O cantor e compositor baiano Del Feliz compos "Pra gente se abraçar" - um forró que fala da necessidade do isolamento social

Foto: Jornal da ParaíbaArtista do clipe
Artista do clipe

O mundo vive uma pandemia. O coronívirus coloca medo em todos.

Aqui no Brasil, além do vírus, o povo tem que enfrentar a insanidade do seu presidente.

É tempo de isolamento social, mas Jair Bolsonaro desafia cientistas, autoridades sanitárias e seu próprio Ministério da Saúde. Hoje, passeou por cidades satélites de Brasilia cumprimentando populares e pegando em suas mãos. 

No nordeste do Brasil a calamidade também já chegou. Registram-se as primeiras mortes. Mas como em outros tempos de dificuldades a região enfrenta o período com a altives de sempre. 

O povo acatou o isolamento social, seus governadores e prefeitos demonstram compromisso social e respeito pela vida humana. E a arte e a alegria marcam o nordeste brasileiro novamente. Por mais dramático que seja o período vivido pela região seus artistas destacam o traço social que une diversos nordestes que convivem na imensa região: a alegria. 

O cantor e compositor baiano Del Feliz compos "Pra gente se abraçar" - um forró que fala da necessidade do isolamento social mas que apesar dele, podemos nos abraçar.

Trechos da música: Que o abraço de longe, de longe fosse um gesto prudente de quem de verdade quer bem” e “Nunca foi tão importante estarmos juntos, ainda que mantendo distância 

Participam do clipe renomados nomes da música nordestina, veja: