Servidores públicos terão aumento salarial só em 2036

Gatilhos previstos no texto alcançam funcionários dos estados e municípios, além de militares

Foto: Câmara dos DeputadosCâmara analisou destaques nessa quinta-feira
Câmara analisou destaques nessa quinta-feira

 

Após pressão da bancada da bala, a Câmara retirou do texto da PEC Emergencial a proibição de promoções ao funcionalismo do país em período de calamidade. Porém, os demais gatilhos de contenção de gastos foram mantidos, como as proibições de reajustes a servidores civis e militares e de concursos. Segundo as categorias, com a medida, o serviço público enfrentará 15 anos de congelamento salarial.

Apesar de projeção da Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado indicar que a austeridade ocorrerá somente a partir de 2025, o presidente do Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo (Sindilegis), Alison Souza, que é servidor do Tribunal de Contas da União (TCU), ressalta que, tomando como base o atual cenário, o arrocho vai durar até 2036.