PRO Alfabetização é lançado e vai beneficiar 200 mil crianças no Piauí

O programa tem como objetivo a melhoria na qualidade de ensino e os resultados da aprendizagem de crianças de até 7 anos matriculadas na rede estadual

Foto: Governo do PiauíLançamento do PRO Alfabetização na Idade Certa
Lançamento do PRO Alfabetização na Idade Certa

 

O governador Wellington Dias participou nesta segunda-feira (24), do lançamento oficial do Programa PRO Alfabetização na Idade Certa que tem como objetivo a melhoria na qualidade de ensino e os resultados da aprendizagem de crianças de até 7 anos de idade matriculadas na rede estadual de ensino. Participaram ainda da solenidade, a vice-governadora Regina Sousa; o secretário de Fazenda, Rafael Fonteles; o secretário de Educação, Ellen Gera; a deputada federal, Rejane Dias; o prefeito de Santa Cruz dos Milagres, Wilney Rodrigues e a professora Érica Graziela, representando a Undime-PI.

“É um momento cheio de esperança. Temos 202 municípios participando do programa, faltam 22. Vou pessoalmente falar com cada prefeito e prefeita para que todos os 224 municípios piauienses participem desse desafio. Vamos custear as condições com os parceiros que temos, da formação não apenas de professores, mas também de gestores. Queremos nossos alunos com o domínio da escrita e da leitura”, enfatizou Wellington Dias.

O PRO Alfabetização é uma iniciativa do Governo do Piauí que visa implementar, em regime de colaboração com os municípios, uma política de Estado para a Alfabetização na Idade Certa. A iniciativa será realizada em regime de colaboração com os municípios e por isso conta com o apoio da Associação Piauiense de Municípios (APPM) e da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime-PI). Durante a cerimônia, governo e prefeituras assinaram termo de adesão definindo competências, responsabilidades e pactuando metas do PRO Alfabetização na Idade Certa.

“É um programa que já nasce forte. Quero parabenizar o governador por colocar a alfabetização como prioridade no Piauí. Conseguimos ao longo dos anos garantir o acesso do piauiense ao ensino e agora queremos garantir a qualidade desse aprendizado, esse é o grande passo que estamos dando aqui. Vamos agora trabalhar dentro de sala de aula para que o cidadão piauiense tenha o direito de ser alfabetizado e até o 2 ano do ensino fundamental”, destacou o secretário de Educação, Ellen Gera.

O propósito do programa é assegurar as condições necessárias para que todos os alunos piauienses cheguem ao final do 2º ano do Ensino Fundamental com o domínio das competências de leitura, escrita e letramento matemático e, consequentemente, com habilidades para avançar nos estudos de forma autônoma.

Com investimentos na ordem de 75 milhões de reais, a iniciativa visa apoiar os 224 municípios piauienses na busca pela alfabetização de todas as crianças até os 7 anos de idade matriculadas na rede pública de ensino. A expectativa é beneficiar mais de 200 mil crianças nas escolas públicas de ensino fundamental.

O prefeito Wilney Rodrigues enfatizou a importância da parceria entre estado e municípios. “Nós sempre destacamos a importância de se estabelecer um forte diálogo com a instituição APPM e representantes de todos os municípios que conhecem de fato as necessidades, as carências, os obstáculos que vivem no seu dia a dia. Esses programas assim como outros que virão, em benefício de todos, serão abraçados pelos gestores”, disse o gestor.

Fundef

Durante a solenidade, o secretário de Fazenda, Rafael Fonteles informou que uma decisão da Justiça Federal garantiu a complementação do precatório do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef). “Valores antigos que não foram repassados pela União ao estado ao longo de vários anos serão garantidos. São cerca de R$ 500 milhões de reais para serem aplicados exclusivamente na educação do Piauí”, disse.

Veja a fala do governador e dos secretários de Educação e Fazenda