Polícia prende suposto mandante do assassinato de marido de secretária

João Rodrigues foi morto a tiros na frente das filhas no dia 13 de setembro. A Polícia investiga crime de vingança por acidente de trânsito

Foto: ReproduçãoJoão Rodrigues Neto Dias
João Rodrigues Dias Neto 

cidadeverde- O delegado-geral da Polícia Civil do Piauí, Lucy Keiko, informou em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (21) que a Polícia já identificou cinco pessoas suspeitas de participação na morte de João Rodrigues Dias Neto, marido da secretária de Assistência Social de São Raimundo Nonato.

João Rodrigues foi morto a tiros na frente das filhas no dia 13 de setembro. A Polícia investiga crime de vingança por acidente de trânsito. 

Três pessoas estão presas e duas ainda estão sendo investigadas. Entre os presos estão Paulo Ferreira Pereira, apontado como autor intelectual do assassinato; Juniel de Assis Pães Landim, executor; e um homem que guardava a arma utilizada no crime. 

“Os outros dois já foram identificados, e temos provas sobre a participação deles no crime. Um teria dado auxílio ao Juniel no quesito do transporte, levando ele até o local para executar a vítima. A outra pessoa está sob investigação para descobrir ao certo a participação”, segundo Luccy Keiko. 

O delegado disse ainda que apenas Paulo Pereira, dos suspeitos de envolvimento na morte de João Rodrigues, é parente do idoso que morreu em um acidente que a vítima teria participado. Segundo Luccy Keiko, os demais não tem nenhum parentesco. 

Paulo Pereira foi interrogado na época do crime, mas negou participação no homicídio. No entanto, a Polícia chegou até ele após depoimento de Juniel, confessando que foi contratado por R$ 5 mil para matar a vítima na frente das filhas.

Foto: Reprodução/cidadeverdeFoto de Paulo Pereira confirmada pela Polícia
Foto de Paulo Pereira confirmada pela Polícia

“Crime premeditado. Planejado. Seguiram os passos da vítima. Isso está bem comprovado dentro dos inquéritos. Um crime grave, mas estamos dando a resposta devida, principalmente identificando todos que tenham qualquer participação ainda que mínima nessa ocorrência”, frisou o delegado-geral.


Vingança

Os filhos do idoso Pedro Pereira estavam sendo investigados pelo envolvimento no assassinato de João Rodrigues, por motivo de vingança pela morte do pai. A esposa da vítima afirmou que eles estavam recebendo ameaças, que seriam dos familiares do idoso que morreu em um acidente que teve participação de João.

Em junho deste ano, o pai dos suspeitos colidiu sua motocicleta em uma vaca. João Rodrigues que vinha em um carro atrás da motocicleta, acabou colidindo também no animal e passou por cima de Pedro. Um dos filhos de Pedro presenciou tudo, pois estava vindo logo atrás em outro carro. 

Uma investigação foi realizada e apontou que João Rodrigues não teve culpa e que Pedro morreu com o impacto da colisão da motocicleta com o animal.

“Essas ameaças chegavam para a gente na forma de falatórios. Outras pessoas ouviam e falavam para a gente ter cuidado, que eles estavam falando que iriam fazer, que não aceitavam a forma como o pai deles tinha sido morto. Eu cheguei a receber mensagens no meu WhatsApp e no meu Instagram, sobre a gente ter sentimentos sobre a morte do pai deles e foram vários episódios que a gente recebia essas notícias, não diretamente. Diante disso, depois do acidente, a gente não teve mais paz, foram três meses de perseguição na verdade, a gente não podia mais sair de casa. As ameaças e perseguições eram constantes e a gente já não saia bastante porque a gente se senti ameaçado, por chegar a informação que eles estavam em busca do meu esposo”, destacou a viúva Valdenia Costa, ao ressaltar que ainda teme que as ameaças contra a família continuem.

O crime

João Rodrigues foi morto na frente das duas filhas quando buscava as meninas em uma escola no centro da cidade. Ele era casado com a empresária Valdenia Costa, secretária do Trabalho e Assistência Social do município. 

Nas imagens, um homem espera João Rodrigues passar pela rua. Quando ele vê a motocicleta, o suspeito logo aponta a arma para a vítima e as duas crianças. Ele então realiza disparos de arma de fogo contra João.

A vítima, e a filha mais nova caem no chão, enquanto a mais velha tenta socorrer eles. As duas meninas não ficaram feridas.

Veja mais detalhes em: Vídeo mostra marido de secretária sendo assassinado na frente das filhas no Piauí

ÚLTIMAS NOTÍCIAS