PM que pisou em pescoço de mulher negra é inocentado

O caso ocorreu em 2020, em Parelheiros, extremo sul de São Paulo

Foto: Reprodução/DCMPolicial pisa no pescoço de mulher negra durante abordagem
Policial pisa no pescoço de mulher negra durante abordagem

 

DCM- A Justiça Militar de São Paulo inocentou o policial militar João Paulo Servato, que pisou no pescoço de uma mulher negra que já havia sido rendida durante uma abordagem. O caso ocorreu em 2020, em Parelheiros, extremo sul da capital paulista.

Outro PM que participou da abordagem também foi inocentado. Eles foram absolvidos por 3 votos a 2.

Votaram a favor da condenação o juiz civil José Álvaro Machado Marques, da 4ª Auditoria Militar, e um capitão da PM. Os votos contrários vieram de três oficiais da corporação.

A sentença será lida no dia 30 de agosto. Após a data, a Promotoria entrará com recurso pedindo a condenação dos policiais.

O advogado Felipe Morandini, que defende a vítima, Elizabete Teixeira da Silva, disse que os três oficiais que votaram a favor de inocentar os acusados agiram de forma corporativista e que sua cliente não oferecia risco por já estar rendida.

“Os oficiais que julgaram o caso disseram que as imagens não são conclusivas. Mesmo que as imagens não sejam completas, demonstram que a ação foi completamente irregular. Eles tentaram defender os policiais em vez de julgar a conduta deles”, afirmou.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS